Apesar do quarto lugar de Thiago Braz, os brasileiros não fizeram uma boa competição na etapa de Oslo (Noruega) da Diamond League, o principal circuito internacional de atletismo. Augusto Dutra, que também faz parte da equipe da BM&F Bovespa, acabou no sexto lugar.

Quarto também no Mundial Indoor de Sopot (Polônia) no começo do ano, Thiago Braz passou o sarrafo a 5,32m na segunda tentativa, acertou os 5,47m logo na primeira, mas não conseguiu superar a altura de 5,60m. Assim, acabou atrás do grego Konstantinos Filippis (5,60m), do alemão Malte Mohr (5,70m) e do francês Renaud Lavillenie (5,77m).

Ainda que tenha feito o seu melhor salto da temporada, Thiago ainda ficou muito atrás do recorde sul-americano, dele mesmo, de 5,83m, feito no ano passado. O mesmo vale para Augusto, que passou de 5,32m na primeira tentativa, mas falhou nos três saltos com o sarrafo a 5,47m. O brasileiro tem como recorde pessoal 5,82m, também desde 2013. Na etapa de Eugene da Diamond League, em maio, ele faturou a prata com 5,63m.