O zagueiro John Terry, capitão do Chelsea, foi suspenso por quatro partidas por ofensas raciais contra Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers. A punição foi dada pela Federação Inglesa (FA, na sigla em inglês) depois de quatro dias de julgamentos.
O jogador também foi multado em 220 mil libras (R$ 722 mil), mas ele ainda pode recorrer da sentença. A federação definiu punir Terry mesmo após ele ter sido inocentado em julho da acusação criminal de racismo.
Segundo a FA, o jogador usou palavras ofensivas, insultos e teve um comportamento de cunho racista contra Ferdinand em uma partida em outubro de 2011, válida pelo Campeonato Inglês.
Terry disse em nota que ficou desapontado com o veredicto, ainda mais após ter sido inocentado na justiça comum. Ele também pediu mais detalhes da sentença para decidir se irá ou não apelar da decisão.
Antes do início do julgamento, o zagueiro anunciou a aposentadoria da seleção inglesa. Rio Ferdinand, antigo companheiro de Terry na defesa da equipe nacional, é irmão de Anton.
A punição foi a segunda em um ano por racismo na Inglaterra. O uruguaio Luis Soarez foi suspenso por oito partidas por ofensas racistas contra o francês Patrice Evra.