Uma notícia triste abalou o tênis mundial nesta sexta-feira. No dia de seu aniversário, a russa Alisa Kleybanova anunciou que foi diagnosticada com um linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer linfático.

A tenista, que completou 22 anos, havia desmaiado em quadra duas vezes nesta temporada e procurava um diagnóstico conclusivo desde então. A russa, que é a atual 28.ª colocada do ranking mundial, abriu mão de disputar Roland Garros e Wimbledon e já está em Perugia, na Itália, onde passa por tratamento para a doença que envolve quimioterapia.

“Não tem sido um momento fácil da minha vida, muito pelo contrário. Tem sido o mais difícil”, desabafou Kleybanova, que chegou a ocupar a 20ª posição do ranking no início da temporada. “Vou precisar de muita paciência e ser muito forte para passar por tudo isso”.

Não há previsão de quando Kleybanova poderá retornar às quadras. “A boa notícia é que, se me sentir bem com o tratamento, há boas chances de voltar a jogar tênis novamente”, contou. “Quando este pesadelo acabar, estarei mais forte do que antes”.

Kleybanova conquistou dois títulos na carreira, em Seul e Kuala Lumpur, ambos no ano passado. Já venceu tenistas do quilate de Kim Clijsters, atual número 2 do mundo, e Ana Ivanovic (18.ª).

“Sinto falta de bater na bolinha, tenho saudades do circuito e, principalmente, dos fãs”, afirmou a russa, que recebeu mensagens carinhosas de várias personalidades do esporte.