O atacante Gonzalo Higuaín não quer saber da hipótese de a Argentina ficar pelo caminho nesta Copa do Mundo. Depois de se garantir como líderes do Grupo F, os argentinos enfrentarão a Suíça na próxima terça-feira, no Itaquerão, em São Paulo, pelas oitavas de final, o que o atacante espera que seja só o começo da caminhada até o dia 13 de julho, data da decisão da competição.

“O Mundial não acontece todo dia. Se formos com o mesmo anseio, com a mesma vontade, podemos realizar o sonho de todos (os argentinos)”, afirmou o jogador com exclusividade à emissora argentina Canal 7. “Temos que colocar na cabeça que podemos (ser campeões).”

O centroavante que defende o Napoli, da Itália, no entanto, sabe que é preciso cautela para evitar surpresas desagradáveis que mandaram várias seleções tradicionais para casa precocemente.

“Estamos atentos porque sabemos ao que estamos expostos. Toda seleção irá querer dar o máximo, entrar concentrada… temos de melhorar, porque há o que melhorar”, afirmou. “Serão partidas difíceis daqui em diante. Tem que jogar com frieza, mas com o coração quente, porque trata-se de um Mundial”, completou.