Além de buscar um ataque mais eficaz para encarar o CRB, o técnico Ricardinho terá três dias para escolher a melhor opção para a vaga de Alex Alves. O zagueiro, talvez a principal revelação do Paraná nesta temporada, fica fora de ação por duas semanas e, assim, não encara CRB, Ipatinga e ASA. Com a volta de Anderson, após cumprir suspensão, o treinador vai escolher entre Amarildo e Alisson para a composição da zaga.

Na teoria, Amarildo sai na frente. Foi o jogador relacionado para as últimas partidas e teve um desempenho linear diante do ABC, apesar da derrota. Porém, Alisson está mais adaptado ao lado esquerdo da defesa e também está de olho na oportunidade. Independente da escolha, é certo que o Paraná terá que suplantar a falta de entrosamento dessa “nova dupla” formada para os próximos jogos.

Anderson e Alex Alves vinham numa trajetória ascendente e mostrando uma ótima sintonia. Amarildo disputou, nesta temporada, dois jogos ao lado de Anderson, ambas pela Série B (derrota para o Goiás, por 2×0, e vitória sobre o Guaratinguetá, por 3×2). Já em relação a Alisson, ele só esteve ao lado de Anderson uma vez, pela Segundona Paranaense, em jogo onde o Tricolor bateu o Serrano, na Vila Capanema, por 3×2. “O grupo, apesar de alguns deslizes, está bem ajustado. Todos sabem como a equipe joga e aquilo que o Ricardinho quer da gente. Só precisamos, além de jogar, errar menos, na defesa e no ataque”, disse Amarildo, logo após o tropeço no Rio Grande do Norte.