Precisando vencer em Porto Alegre para ficar com o título da Copa Libertadores, o técnico do Chivas, José Luis Real, não pensou duas vezes ao falar da tática para a decisão contra o Internacional, nesta quarta-feira: atacar o adversário, mesmo que seja para correr riscos. No jogo de ida, no México, o time brasileiro venceu por 2 a 1.

“Nossa ideia deve ser apenas uma. Quando houver oportunidade, devemos atacar e correr riscos”, garantiu o treinador nesta terça-feira, ponderando que o Chivas também estará pronto para defender. “E quando tivermos de nos defender, precisamos fazer conforme o necessário”.

Na avaliação de José Luis Real, o Chivas tem a obrigação de fazer uma apresentação melhor do que no confronto de ida. “Precisamos jogar os 90 minutos em nosso melhor nível, fazendo melhor do que em Guadalajara. Temos de ser mais competitivos para enfrentar um time como o Internacional”, garantiu o treinador.