A seleção de Honduras viaja para o Brasil nesta segunda-feira após passar por um período de preparação para a Copa do Mundo nos Estados Unidos desde meados de maio. Antes do embarque, o treinador da equipe, o colombiano Luis Fernando Suárez, elogiou seus atletas, que empataram sem gols no último sábado, diante da Inglaterra, no último amistoso antes da estreia no Mundial.

“Esses jogadores estão aqui porque me agradam, são inteligentes e, taticamente, têm uma condição muito boa”, afirmou Suárez, em entrevista coletiva. Entre os convocados estão nove jogadores que disputaram o Mundial da África do Sul, em 2010.

O empate do último sábado elevou o ânimo dos hondurenhos, que haviam perdido outros dois amistosos durante a estadia nos Estados Unidos – para as seleções da Turquia (2 a 0) e Israel (4 a 2), que não garantiram um lugar na Copa.

Mesmo com os resultados negativos, o treinador acredita que sua equipe é consciente de sua capacidade e pode obter uma vaga nas oitavas de final. “Os valores humanos que esses jogadores mostraram são algo com o qual se pode conseguir a classificação”, disse Suárez, que comandou o Equador na Copa da Alemanha, em 2006.

Esta é a terceira vez que Honduras disputará uma Copa do Mundo. Tanto em 1982, na Espanha, como em 2010, o país foi eliminado na primeira fase.

Os hondurenhos dividem o Grupo E com França, Equador e Suíça. O time estreia na Copa no próximo domingo contra a França, em Porto Alegre. Em seguida, enfrentam o Equador, em Curitiba, no dia 20, e encerram a fase de grupos contra a Suíça, no dia 25, em Manaus.