O técnico da seleção italiana, Antonio Conte, foi formalmente notificado nesta segunda-feira de que seu nome está entre os 130 investigados por conta de um escândalo de manipulação de resultados. O inquérito em questão se refere à temporada 2010/2011, quando ele ainda era o treinador do Siena.

Conte seria um dos envolvidos na manipulação de jogos no fim da segunda divisão do Campeonato Italiano de 2010/2011. Na época, com o acesso à elite já garantido, o Siena teria entregado as partidas diante do Novara e do Albinoleffe, que ainda tinham ambições na competição.

Por conta deste escândalo, Conte chegou a ficar quatro meses suspenso do futebol no fim de 2012, quando já estava no comando da Juventus, ao ser considerado culpado de não relatar o esquema de manipulação. O Siena, por sua vez, perdeu seis pontos no Campeonato Italiano da temporada 2012/2013. Agora, o treinador está sendo acusado de fraude esportiva.

Mas Conte é apenas um nome da longa lista que será investigada pela Justiça italiana. Atualmente técnico da Atalanta, Stefano Colantuono também foi notificado do inquérito. Outros nomes de destaque são do os do meia Stefano Mauri, da Lazio, o ex-capitão da Atalanta Cristiano Doni e do ex-jogador Giuseppe Signori.