No desembarque da delegação do São Paulo no Aeroporto de Congonhas, hoje, Luís Fabiano falou com a imprensa sobre o terceiro cartão amarelo consecutivo que recebeu no Campeonato Brasileiro, durante o jogo contra o Internacional, na noite anterior.

Em um lance da partida, o árbitro Wilton Pereira Sampaio assinalou uma falta de Luís Fabiano, que dominou a bola na área com a mão. O camisa 9 e capitão da equipe tricolor não concordou com o juiz e reclamou bastante. Resultado: levou amarelo por reclamação.

Por causa da advertência, o atacante está suspenso para o clássico contra o Santos, no próximo domingo, no Morumbi.

“Há certos momentos em que temos que reconhecer os erros, e eu reconheço. Três cartões seguidos não pode acontecer. Preciso parar para analisar e repensar minhas atitudes.”

“Estou aí para conversar com a diretoria e, tudo o que for conversado, vou acatar. Falo mais que o habitual porque sou capitão e minha função é falar. Por ter uma história aqui no Brasil, a paciência é menor comigo. Não vou deixar de ser capitão por isso. Tem que se buscar soluções. Vou deixar árbitro fazer o que quiser. Ele vai errar e ninguém vai falar nada”, disse Luís Fabiano.