Está confirmada a sequência do Campeonato Paranaense. Um despacho do presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Ronaldo Piacente, na tarde desta quinta-feira (30), indeferiu o pedido de Foz do Iguaçu, Rio Branco e Toledo, que queriam interromper o torneio até que o Caso Getterson fosse julgado pelo STJD. Com isso, estão marcadas para domingo (2) as partidas que abrem as quartas de final da competição: Atlético x Paraná, na Arena da Baixada; Cascavel x Coritiba, no Olímpico Regional; Prudentópolis x Cianorte, no Newton Agibert; e Londrina x J. Malucelli, no estádio do Café. O TJD-PR tem um pedido semelhante pedindo a paralisação, mas o presidente estava em viagem e só deve se pronunciar quando voltar.

O Caso Getterson se arrasta desde fevereiro, quando o J. Malucelli foi denunciado por supostamente ter utilizado o atacante de forma irregular nas três primeiras rodadas do Paranaense. No julgamento da comissão disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná, o Caçula foi punido com a perda de 16 pontos. Mas, no pleno, o clube foi absolvido e recuperou a pontuação, o que fez com que terminasse a primeira fase em quarto lugar.

Mas como o caso ainda vai a julgamento no Rio de Janeiro, e uma punição poderia mudar a história do Campeonato Paranaense, os clubes pediram que o campeonato fosse interrompido. Mesmo assim, o STJD julgou que a competição deve continuar, mesmo com o risco de as quartas de final serem suspensas na metade, pois o Caso Getterson deve estar na pauta de quinta-feira da próxima semana (6).

O que pode acontecer

No mata-mata, todos os confrontos seriam alterados. O Paraná passaria a enfrentar o Rio Branco, que sairia do “limbo” e entraria no grupo de classificados. O Coritiba seria o rival do Atlético – o Furacão está destinado a enfrentar um de seus principais adversários. “Veja as coisas que acontecem no futebol”, lamentou o técnico Paulo Autuori. O Cianorte encontraria o Cascavel, e o Londrina entraria no G4 e pegaria o Prudentópolis. Para o Toledo, a punição ao Jotinha representaria a salvação. Afinal, o Caçula ficaria com apenas três pontos e seria rebaixado, livrando o Porco da degola.

O calendário ficará complicado. Afinal, no próximo meio de semana não haverá jogos, e no seguinte o Atlético entra em campo pela Libertadores contra o Flamengo. Se o Paraná passar de fase na Copa do Brasil, também terá partidas, e isso faria o Paranaense sofrer com a falta de datas daqui por diante.