Atlético e Coritiba recorreram da multa imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, de R$ 20 mil e 10 mil respectivamente, no caso envolvendo a confusão entre os dois clubes no clássico Atletiba, realizado na Arena no dia 19 de julho. O resultado do julgamento realizado nesta quinta-feira no Rio de Janeiro foi favorável a dupla.

O advogado do Atlético, Domingos Moro, tentou eximir no julgamento a culpa do clube dizendo que é muito difícil bombas pequenas serem detectadas pela segurança do estádio. O advogado do Coritiba, Itamar Côrtes, relatou que já ocorreram casos semelhantes em que apenas o mandante da partida foi punido e pediu a absolvição do Coxa.

O procurador geral do STJD, Paulo Schmidt, pediu para procuradoria a manutenção da multa. A maioria dos votos foi a favor de absolver os dois clubes das multas importas em primeira instância. A dupla também foi absolvida da perda de um mando de campo, mas essa punição já foi cumprida.