Um jogo sem gols, de muitos erros, forte marcação e um festival de faltas marcou o jogo Sport x Vasco, na Ilha do Retiro, no Recife. Os goleiros dos dois times foram o grande destaque da partida, com belas defesas. O atacante rubro-negro Carlinhos Bala perdeu a cobrança do único pênalti determinado pelo juiz, o que ajudou a manter o placar e deixou o jogador inconformado. Único expulso, Júlio Santos deixou o campo nos minutos finais da disputa.

O primeiro tempo foi mais truncado. O Vasco teve pênalti não marcado logo no início da partida, aos oito minutos, quando Wagner Diniz foi derrubado por Da Silva e o juiz não viu. Aos 11 minutos, Carlinhos Bala, muito marcado e duas vezes derrubado em campo na primeira etapa, criou boa chance de gol aos 11 minutos, ao cabecear para Romerito, que jogou para fora. Aos 37 foi a vez de Leandro Amaral perder de marcar. Ele recebeu de Conca, driblou o goleiro adversário, mas demorou a chutar, desperdiçando a jogada.

No segundo tempo, o grande destaque foi para os goleiros Magrão e Sílvio Luiz, que se superaram em várias situações, ajudando a manter o placar final. Algumas delas: logo no início do segundo tempo, Leandro Amaral chutou para gol da entrada da área e Magrão defendeu, espalmando-a. Aos 17 minutos, Silvio Luiz impediu o Sport de abrir o placar, pegando a bola de cobrança de pênalti chutada por Carlinhos Bala – que havia sido derrubado na pequena área.