Campeão paulista em 2007 e vice em 2009 pelo Santos, Rodrigo Souto imaginava manter a rotina de disputa de decisões quando chegou ao São Paulo, no início de 2010. Mas o volante viu sua nova equipe passar em branco e nem sequer se classificar para a Copa Libertadores da América. Neste ano, ele traçou como objetivo voltar a conquistar um título, de preferência a Copa do Brasil.

“Um clube como o São Paulo precisa buscar títulos, estar lá em cima da tabela. Quero entrar para a história deste clube e ganhar um título de expressão. Vamos tentar fazer o máximo para conseguir isso. Vemos os quadros aqui no CT e temos de buscar isso também”, disse Souto, referindo-se às figuras dos times campeões do mundo em 1992, 1993 e 2005 nas paredes do CT da Barra Funda.

O volante fugiu do discurso politicamente correto e não escondeu que a prioridade do clube será a Copa do Brasil, que dá ao campeão a vaga Libertadores com seis meses de antecedência em relação ao Campeonato Brasileiro. “”Temos de ir em busca deste título para conseguir a classificação na Libertadores. É um título que o São Paulo não tem. Pode ter certeza que vamos atrás disso.”

Com contrato até junho, Souto disse que sua preferência é por renovar com a equipe do Morumbi. “Minha vontade de permanecer no São Paulo. A estrutura aqui é boa. Tem muito jogador querendo vir para cá, então porque eu gostaria de sair?”