O segundo Atletiba válido pelo Campeonato Brasileiro, que começa a partir das 17h deste domingo (16), na Vila Capanema, já iniciou com um clima diferenciado. Nas proximidades e dentro do Durival Britto, há apenas a movimentação da torcida rubro-negra. Se em outros clássicos entre Atlético e Coritiba as provocações já faziam parte do enredo do maior embate do futebol paranaense, desta vez, a dispersão da torcida alviverde para acompanhar o jogo em um telão no Couto Pereira, tornou o Atletiba com torcida única.

Você pode acompanhar o jogo pelo Lance a Lance da Tribuna!

Pela cidade, segundo informações apuradas pela reportagem junto à Polícia Militar, nenhum incidente ou confronto entre torcedores dos dois clubes foi registrado pelos organismos de segurança. O policiamento, que iria escoltar a torcida organizada Império Alviverde do Couto Pereira até a Vila Capanema, ficou no estádio alviverde, já que a expectativa de público no Alto da Glória é de pelo menos 5 mil pessoas para acompanhar o jogo no telão.

Quando os portões da Vila Capanema foram abertos, por volta das 14h45, apenas torcedores do Atlético começaram a ocupar os setores do estádio. Do lado coxa-branca, nem fora, tão pouco dentro do Durival Britto, nenhuma movimentação foi registrada. Até este horário, somente nove ingressos foram adquiridos pela torcida alviverde nas bilheterias do estádio.

A marcação do Atletiba para a Vila Capanema gerou muitos protestos do torcedor rubro-negro nos últimos dias, inclusive no último jogo realizado na Arena da Baixada, quando o Furacão venceu a Chapecoense por 3×1. A tendência é de que os protestos se estendam no decorrer do clássico deste domingo e, mais uma vez, o alvo deve ser o presidente do conselho deliberativo do Atlético, Mário Celso Petraglia.

Se fora de campo o clima na Vila Capanema não condiz com o maior clássico do futebol paranaense, dentro das quatro linhas, os dois técnicos armaram suas equipes para conseguir a vitória no Atletiba. O Furacão, que briga para voltar ao G6 do Campeonato Brasileiro, não contará com o zagueiro Paulo André, machucado. Assim, Wanderson formará a dupla de zaga ao lado de Thiago Heleno. O restante da equipe não terá surpresas e o tlme rubro-negro entrará em campo no clássico assim: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Wanderson e Renan Lodi; Otávio e Matheus Rossetto; Hernani, Lucho e Lucas Fernandes; Pablo.

Já o Coxa, que luta para se afastar cada vez mais da zona de rebaixamento do Brasileirão, nãoterá desta vez o lateral Benítez e o zagueiro Nery Bareiro, suspensos. Seus substitutos foram definidos pelo técnico Paulo César Carpegiani sem grandes surpresas.  Dodô vai entrar na lateral-direita e Walisson Maia vai formar a dupla de zaga alviverde.

Porém, Carpegiani optou por utilizar um time mais seguro na defesa. Isto porque Juninho foi mantido na esquerda, Juan no meio, mas o volante Edinho entrou no setor de contenção e, assim, os atacantes Kazim e Iago deixaram a equipe. Com isso, Juan formará o setor de criação com Raphael Veiga e, no ataque, Leandro e Vinicius foram os escolhidos. Carpegiani definiu o Verdão assim: Wilson; Dodô, Walisson Maia, Luccas Claro e Juninho; João Paulo, Edinho, Juan e Raphael Veiga; Leandro e Vinícius.