Não é apenas ao Atlético que Mário Celso Petraglia pode ter de responder por conta da divulgaçãos dos valores dos salários dos jogadores. Atletas, empresários e o Sindicato dos Atletas de Futebol Profissional do Estado do Paraná também vão cobrar o ex-presidente pela exposição feita ontem. “O sindicato repudia a atitude do Petraglia e vamos estudar medidas judiciais cabíveis.

Houve violação do sigilo salarial, que compete só ao próprio individuo e ao seu empregador”, explicou o advogado do sindicato dos atletas, Rodrigo da Rocha Leite. A instituição deve se posicionar oficialmente na próxima semana. “No final de semana vamos estudar melhor o caso e ver como vamos proceder”, acrescentou.

O procurador dos jogadores Manoel, Paulo Baier e Renan Rocha, o empresário Neco Cirne, ficou surpreso com a atitude de Petraglia e disse vai tomar providências também. O que mais preocupa agora é a questão de segurança, principalmente da família do capitão Paulo Baier. “Uma pessoa vendo que o Paulo Baier ganha R$ 140 mil pode pensar em sequestro da família. E agora, ele vai ter que deixar um segurança com a esposa e com a filha na escola? Quem vai pagar por isso? E se acontece algo, um sequestro, por exemplo?”, indagou, completando: “Os jogadores não têm nada a ver com esta briga política. Que ela fique entre eles.”