A ponteira Jaqueline e a oposto Sheilla, principal destaque da seleção brasileira de vôlei feminino nas últimas duas partidas no Mundial do Japão, foram poupadas do treino desta segunda-feira. As duas jogadoras, no entanto, devem enfrentar a Alemanha na madrugada desta terça-feira, às 3 horas (de Brasília).

Situação similar ocorreu com a central Thaísa, que sofre com uma bolha. “A Sheilla ainda sente dores nas costas, a Thaísa está com uma bolha no dedão do pé esquerdo e a Jaqueline tem tido um grande desgaste nas partidas, atuando muito bem na armação de jogadas, no passe e na defesa. Por precaução, achamos melhor não deixá-las em quadra durante todo o treino”, contou o técnico José Roberto Guimarães.

Com as ausências, Zé Roberto inovou ao convocar o estatístico da equipe, Marco Antonio Di Bonifácio, e o supervisor Leonardo Moraes para treinar. Sua intenção, segundo contou o treinador, foi preparar a seleção brasileira para as últimas duas partidas da segunda fase, contra Alemanha e Estados Unidos.

“No treino, o Boni fazia o papel da Kosuch, principal atacante da Alemanha e que deve dar trabalho amanhã (terça-feira). O Leo treinou como a Hooker (oposto americana) costuma jogar. Procurou atacar com altura e potência semelhantes. Treinamos em função dos adversários que teremos pela frente”, explicou o treinador.