A Liga Europa conheceu seus dois finalistas nesta quinta-feira. Depois de conseguirem bons resultados nas partidas de ida, Sevilla e Dnipro venceram e farão a decisão. Os espanhóis voltaram a passar com facilidade pela Fiorentina, desta vez na Itália, por 2 a 0. Já os ucranianos derrotaram o Napoli por 1 a 0, em Kiev.

As duas equipe haviam encaminhado a vaga nos jogos de ida. O Sevilla tinha feito 3 a 0 na Fiorentina em casa, enquanto o Dnipro havia arrancado um importante empate com gols, por 1 a 1, mesmo atuando em Nápoles. Com isso, espanhóis e ucranianos se enfrentarão no próximo dia 27, em Varsóvia, para decidirem que ficará com o título.

O Sevilla mostrou nesta quinta por que vive grande fase e confirmou sua condição de equipe de maior sucesso la Liga Europa nos últimos tempos, ao chegar à quarta final da competição nos últimos dez anos. Para isso, passou sem qualquer trabalho pela Fiorentina, que também vinha fazendo bela campanha.

A tarefa dos italianos era difícil, já que precisavam vencer por quatro gols de vantagem, e o Sevilla fez questão de torná-la impossível logo de cara, com dois gols antes dos 30 minutos. Aos 22, Carlos Bacca aproveitou sobra na área e fuzilou. Cinco minutos depois, Daniel Carriço recebeu ajeitada de cabeça e finalizou, selando a classificação.

Já o Dnipro teve bem mais dificuldade. Em um jogo duro, de poucas oportunidades de gol, aproveitou o desespero do Napoli na busca por um gol no segundo tempo para vencer. Aos 13 minutos, Seleznyov aproveitou cruzamento da esquerda e tocou de cabeça, encobrindo o goleiro. Os italianos, então, foram para cima, mas pouco incomodaram o gol dos ucranianos, que ainda acertaram uma bola no travessão nos acréscimos.

A decisão desta temporada colocará frente a frente equipes com históricos bem diferentes na Liga Europa. O Sevilla é um dos maiores vencedores, com três títulos, e pode ser o primeiro clube a faturar o quarto troféu da competição. Já o Dnipro nunca sequer havia chegado a uma final.