enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Série B do Brasileirão já teve sete trocas de técnicos

O Bragantino foi o primeiro a mudar, com a saída de Mazola Júnior

  • Por Luiz Ferraz

Em seis rodadas da Série B, na fase pré-Copa das Confederações, a dança das cadeiras na Série B já derrubou sete treinadores. O Bragantino foi o primeiro a mudar, com a saída de Mazola Júnior e a contratação de Vágner Benazzi, considerado o rei do acesso. O time de Bragança Paulista é, entre os outros seis clubes que trocaram de treinadores, o melhor colocado na classificação da Série B – ocupa a 6.ª posição, somente dois pontos atrás do América-MG, primeiro time dentro da área de acesso à Primeira Divisão do ano que vem.

Os outros seis times que já trocaram de técnico ocupam posições intermediárias e perigosas na competição nacional. No Icasa, 12.º colocado, Francisco Diá saiu e Sidnei Moraes foi contratado. Uma posição abaixo, o Avaí demitiu Ricardinho e escolheu Hémerson Maria para ser seu substituto. No Atlético-GO, na 15.ª posição, Valdemar Lemos saiu e Renê Simões o substituiu. Porém, Lemos não ficou muito tempo sem emprego e vai comandar o ABC, lanterna da Segundona, que demitiu Paulo Porto.

Por fim, o Ceará, na 16.ª colocação, uma acima da zona de rebaixamento, demitiu Leandro Campos e escolheu Sérgio Guedes. O Paysando, primeiro time da ZR, trocou Lecheva por Givanildo Oliveira.

No Paraná Clube, as especulações em torno de quem seria o novo técnico do Santos, depois da demissão de Muricy Ramalho, deixaram os tricolores preocupados depois que o nome de Dado Cavalcanti teria entrado em uma suposta lista do Peixe. Tudo, no entanto, não passou de boato e a equipe segue com um dos treinadores mais prestigiados da Segundona.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas