enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

Sem problemas em bueiro, Leclerc é o mais rápido no segundo treino livre em Baku

  • Por Estadão Conteúdo

Sem uma tampa de bueiro solta para atrapalhar, os pilotos finalmente conseguiram realizar nesta sexta-feira os testes iniciais para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1, nas ruas da capital Baku, a quarta etapa da temporada de 2019. Depois do primeiro treino livre comprometido pelo incidente com o britânico George Russell, da Williams, que causou o cancelamento da sessão com apenas 30 minutos, o monegasco Charles Leclerc foi o melhor da segunda atividade. Seu companheiro de Ferrari, o alemão Sebastian Vettel, ficou em segundo, seguido pelo inglês Lewis Hamilton, da Mercedes.

Pela manhã (horário local), antes do inusitado incidente com o bueiro, apenas dois carros haviam registrado volta rápida. Foram justamente Leclerc e Vettel, que repetiram a ordem de classificação no treinamento da tarde. O monegasco foi o mais rápido com o tempo de 1min42s872, ficando 0s324 na frente de Vettel – o tetracampeão mundial fez 1min43s196.

Hamilton conseguiu colocar a Mercedes em terceiro lugar, mas chamou a atenção a distância de seu carro para os primeiros colocados. O pentacampeão mundial cravou 1min43s541, ficando 0s669 atrás de Leclerc e mais de 0s3 para Vettel. Seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, foi ainda pior fazendo a melhor marca acima de 1min44s (1min44s003). Ficou em quinto, atrás do holandês Max Verstappen, da Red Bull, que marcou 1min43s793.

No dia de seu aniversário de 25 anos, o russo Daniil Kvyat terminou na sexta colocação com a sua Toro Rosso, mas tem de se lamentar por depois de conseguir a boa marca bater o carro no muro. O espanhol Carlos Sainz Jr. colocou a McLaren em sétimo, na frente do tailandês Alexander Albon, com mais um bom tempo registrado pela equipe italiana filial da Red Bull.

O francês Pierre Gasly, da Red Bull, ficou em nono lugar, com o britânico Lando Norris, da McLaren, fechando o Top 10. A Renault teve um desempenho bastante complicado e ficou em 15.º e 17.º com o australiano Daniel Ricciardo e o alemão Nico Hülkenberg, respectivamente.

Mesmo destino de Kvyat teve o canadense Lance Stroll. Logo no começo da atividade, o piloto da Racing Point bateu no muro e danificou bastante o seu carro. Ficou com a 18.ª colocação, à frente do polonês Robert Kubica, da Williams, que só não foi o 20.º e último porque Russell, seu companheiro de equipe, não pode participar do treino por conta dos estragos provocados pela tampa de bueiro solta na primeira atividade do dia.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas