Depois um começo ruim, em que somou duas derrotas (Canadá e Polônia) e apenas uma vitória (Finlândia) na primeira rodada disputada em Toronto, a seleção brasileira masculina de vôlei só volta a jogar no dia 1º de junho pela Liga Mundial. Diante dessa “folga” no calendário, sem jogos programados neste fim de semana, o técnico Bernardinho aproveitou para intensificar os treinos no CT em Saquarema (RJ).

“Estamos aproveitando para trabalhar forte, com o objetivo principal lá na frente. É um período de recuperação dos jogadores que têm sentido dores e que estão com lesões e de trabalhar fisicamente para que eles possam crescer. E, claro, estamos fazendo ajustes nas questões técnicas e táticas”, explicou Bernardinho, consciente de que o time precisa evoluir após a primeira rodada da Liga Mundial.

O grupo também aprova o trabalho pesado nos treinos em Saquarema. “Esses dias aqui estão servindo para ajustar alguns detalhes onde pecamos no primeiro fim de semana, no Canadá. Sem contar que voltar ao Brasil dá uma chance de refrescar um pouco mais a cabeça e nos permite fazer todo o trabalho com mais calma”, contou o líbero Serginho, um dos jogadores mais experientes da seleção brasileira.

Pelo Grupo B da Liga Mundial, o Brasil voltará a enfrentar Canadá, Polônia e Finlândia de 1º a 3 de junho, na cidade polonesa de Katowice. Depois, nos dois fins de semana seguintes, as quatro seleções duelam em São Bernardo do Campo (SP) e na finlandesa Tampere. Aí, o primeiro colocado da chave garante vaga na fase final da competição, marcada acontecer entre 4 e 8 de julho, em Sofia, na Bulgária.