Sem sofrer ameaças, Sebastian Vettel venceu o GP do Canadá de ponta a ponta, neste domingo, no Circuito Gilles Villeneuve. O alemão chegou na frente em Montreal pela primeira vez com boa vantagem sobre o espanhol Fernando Alonso e o inglês Lewis Hamilton. O brasileiro Felipe Massa cruzou a linha de chegada em 8º, após fazer uma corrida de recuperação.

A vitória ampliou a boa vantagem do tricampeão da Fórmula 1 no campeonato. Vettel chegou aos 132 pontos, mas agora conta com Alonso logo em sua busca, na segunda colocação geral. O espanhol superou Kimi Raikkonen e atingiu os 96. O piloto finlandês ocupa o terceiro posto, com 88.

Ele se manteve entre os líderes ao terminar corrida no nono lugar. A posição lhe rendeu um feito histórico. Ao encerrar a prova dentro da zona de pontuação, o piloto da Lotus igualou recorde de Michael Schumacher de pontuar em 24 corridas consecutivas. Massa é o sétimo colocado geral, com 49 pontos.

A CORRIDA – Sob tempo nublado, mas com pista seca, Vettel e Hamilton mantiveram suas posições na largada, sem maiores ameaças. Valtteri Bottas, por outro lado, teve péssima saída e logo de cara perdeu três colocações. Webber, Alonso e Rosberg aproveitaram a brecha e entraram na briga pela liderança logo na primeira volta.

Mas o trio não conseguiu ameaçar os postos de Vettel e Hamilton. O alemão não demorou para disparar na corrida, abrindo até 18 segundos de vantagem sobre o inglês. A disputa na ponta, então, passou a se resumir ao terceiro posto. Webber, Rosberg e Alonso protagonizaram boa disputa a partir da 30ª volta.

O espanhol acabou levando a melhor. Ele ultrapassou os dois rivais, depois que Rosberg cedeu à pressão de Webber. O australiano perdeu tempo após sofrer um dano no bico dianteiro, por conta de um choque com o holandês Giedo Van der Garde, da Caterham.

Enquanto Alonso se aproximava dos líderes, Massa fazia uma boa corrida de recuperação. Após largar em 16º, ele ganhou posições com facilidade nas voltas iniciais. Antes da primeira parada, já aparecia em 8º.

Depois das paradas, o brasileiro voltou em 14º, mas não demorou para recuperar as posições, emplacando ultrapassagens sobre a McLaren de Button, a Force India de Sutil e a Lotus de Grosjean. Massa coroou sua grande reação na prova ao deixar Raikkonen para trás, na disputa pelo oitavo lugar, nos instantes finais.

No pelotão dianteiro, Vettel seguia guiando sua Red Bull, sem ameaças. Afora uma vacilada, que quase levou seu carro ao muro, na 53ª volta, o alemão administrava a liderança com tranquilidade. Em sua traseira, Alonso e Hamilton passaram a protagonizar grande duelo pelo segundo lugar.

Os dois trocaram ultrapassagens e se revezaram na colocação até o espanhol fazer a última passagem, na 64ª volta, e abrir mais de um segundo, garantindo a segunda posição no pódio. Só ficou atrás do distante Vettel, que confirmou a vitória de ponta a ponta.

Os carros da Fórmula 1 só voltam à pista daqui a três semanas para o GP da Inglaterra, no Circuito de Silverstone. A corrida está marcada para o dia 30 deste mês.

Confira o resultado final do GP do Canadá:

1.º – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), 1h32min09s143

2.º – Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 14s408

3.º – Lewis Hamilton (ING/MercedeS), a 15s942

4.º – Mark Webber (AUS/Red Bull), a 25s731

5.º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1min09s725

6.º – Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1 volta

7.º – Paul Di Resta (ESC/Force India), a 1 volta

8.º – Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1 volta

9.º – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), a 1 volta

10.º – Adrian Sutil (ALE/Force India), a 1 volta

11.º – Sergio Pérez (MEX/McLaren), a 1 volta

12.º – Jenson Button (ING/McLaren), a 1 volta

13.º – Romain Grosjean (FRA/Lotus), a 1 volta

14.º – Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 1 volta

15.º – Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), a 2 voltas

16.º – Pastor Maldonado (VEN/Williams), a 2 voltas

17.º – Jules Bianchi (FRA/Marussia), a 2 voltas

18.º – Charles Pic (FRA/Caterham), a 2 voltas

19.º – Max Chilton (ING/Marussia), a 3 voltas

Não completaram a prova:

Nico Hulkenberg (ALE/Force India)

Giedo Van der Garde (HOL/Caterham)

Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)