Nilton Santos
Ronaldinho Gaúcho, de
cabelo novo, é o astro maior.

O Brasil enfrenta hoje a seleção da Catalunha no “último treino?? para o jogo que realmente interessa, o contra a Argentina, dia 2 de junho, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006. Mas não terá o time completo, como pretendia inicialmente o técnico Carlos Alberto Parreira, dentro de sua filosofia de “jogar para treinar??.

Ele decidiu poupar o zagueiro Roque Júnior e o meia Kaká, que vêm se recuperando de lesões, para não correr riscos de as contusões se agravarem. E há boa chance de Cafu, que vem reclamando de cansaço, dar lugar a Belletti.

No gol, Dida poderá ser substituído por Marcos. Parreira queria colocar em campo o time que começou a partida contra a França, quinta-feira (empate por 0 a 0). Entende, porém, que o melhor é não arriscar, pois os jogadores estão em fim de temporada, vários deles tiveram compromissos por seus clubes na Europa no fim de semana. Todo cuidado é pouco neste momento, até porque o alvo é a Argentina. Por isso, o treinador evitou dar a escalação ontem.

“Quero escalar aqueles jogadores que estejam se sentindo bem. A princípio, só o Kaká e o Roque Júnior estão de fora, mas vou definir isso amanhã (hoje), pois quero conversar com os jogadores que estiveram fora no fim de semana e ver como eles estão??, disse. Kaká reclama de dores musculares e um problema no tendão de Aquiles e vem fazendo tratamento. Hoje, Alex entra em seu lugar. Roque Júnior está recuperado das dores na panturrilha esquerda, mas só agora voltou a treinar com bola. Previdente, Parreira optou por manter a dupla de zaga Luisão e Cris.

Independentemente da equipe que começa a partida contra os catalães, ela será bastante diferente daquela que irá terminar o amistoso. Parreira vai fazer experiências e ontem revelou que pode usar até 19 jogadores durante os 90 minutos. “Vou experimentar bem mais do que em Paris, não se pode desperdiçar oportunidades.??

Ídolo do Barcelona, Ronaldinho Gaúcho acredita que, hoje, a torcida catalã vai ficar um pouco dividida. Mas ele está bastante motivado com o amistoso. “É bem legal esse jogo. Aqui é a minha casa, apesar de pouco tempo de Barcelona, sou tratado com muito carinho.??

Seguem para Teresópolis para os treinos para o jogo contra os argentinos os goleiros Dida e Marcos; os laterais Cafu, Belletti, Roberto Carlos e Júnior; os zagueiros Roque Júnior, Luisão, Juan (que está contundido) e Cris; o meio-campistas Edmilson, Juninho Pernambucano, Gilberto Silva, Kléberson, Felipe, Júlio Baptista, Edu, Alex e Kaká; e os atacantes Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Luís Fabiano.

Catalães com um na frente

Barcelona – Os 19 jogadores convocados pelo técnico da seleção da Catalunha, Àngel “Pichi” Alonso, treinaram ontem à noite no Nou Camp, cerca de uma hora depois de o grupo comandado por Carlos Alberto Parreira ter deixado o estádio. Alonso explicou que o fato de poder contar com apenas um atacante o obrigou a estudar uma formação da equipe distinta da que gostaria. “Jogador de frente mesmo só tenho o Sergio García (Barcelona)”, disse.

O critério para poder pertencer ao grupo era ter nascido na Catalunha ou crescido profissionalmente nessa região da Espanha, extensivo ao treinador. Alonso não está treinando nenhuma equipe no momento. Ele recorreu até mesmo a um jogador do Levante, Jofre, equipe que disputou a segunda divisão do Campeonato Espanhol. Em função do time definido ontem para o treino, é provável que Alonso comece o jogo com Vitor Valdez, atual goleiro do Barcelona, na lateral direita Curro Torres, que joga no Valência, campeão da Espanha.

AMISTOSO

Árbitro: Xavier Moreno Delgado.
Horário: 16h05 (de Brasília).

Catalunha x Brasil

Catalunha: Valdes; Hugo Torres, Lopo, Alvarez e Sergi; Guardiola, Sergio, Celades e Rugen; Gerard e Sérgio Garcia.

Brasil: Dida (Marcos); Cafu (Belletti), Luisão, Cris e Roberto Carlos; Edmilson, Juninho Pernambucano, Zé Roberto e Alex; Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho. Técnico: Carlos Alberto Parreira