Aliocha Mauricio
Tim di Job, do Haras Curitibano, preparado por Márcio Gusso,
deve decidir a sexta prova
com Snow Punk.

A Comissão de Turfe enfrentou dificuldade para formar o programa de hoje no Tarumã. Mesmo assim, caso não seja prejudicado por forfés, o movimento de apostas pode atingir a soma de 120 mil reais, que somando-se com o jogo das agências da Gávea, poderá ultrapassar R$ 170 mil. Tudo, porém, está na dependência do número de forfés.

Uma das provas que desperta maior interesse entre os turfistas é a quarta, na qual estrearão seis produtos de dois anos, na distância de 1.000 metros, figurando como mais cotado Que Festo, que recebeu quatro votos da crônica, tudo fazendo crer que será o favorito. A corrida, porém, não será fácil para o defensor da farda do Stud Novo Triunfo, figurando os demais competidores num mesmo plano, todos levados com esperanças por seus responsáveis.

A outra corrida para produtos da geração 2003, em 1.200 metros, marcará o início da reunião, com a participação de cinco competidores, figurando My Case e a parelha Rhama American/Cerro Porteño como prováveis favoritos.

Entre os páreos que completam o programa, se destacam três, reunindo animais do ?caminhão?, que sempre despertam interesse entre os apostadores.

Caso o número de forfés não seja elevado, que prejudicariam as corridas com menor número de competidores, espera-se razoável movimento de apostas.

A prova de abertura está marcada para as 16h30, figurando o páreo de encerramento previsto para as 20h55, mas normalmente o atraso é de cerca de 15 minutos.

Anotações

1.º Páreo – Vamos indicar a reforçada parelha do Stud Mandrake/Rhana American/Cerro Porteño, podendo vencer qualquer um deles que for apresentado. Gostamos da dupla 4/3 com a estreante My Case, figurando La Sonnambulla e Fredo Corleone nas posições imediatas.

2.º Páreo – Triumphal Slew, como favorito, pode ganhar a terceira consecutiva, mas Tiger of Cord sem surpresa pode derrotá-lo, figurando como força imediata Travel Guide, que poderá ameaçar as duas forças, figurando Ocello num plano imediato.

3.º Páreo – Rosa Maria, vindo de vitória, continua com chance, mas lembramos que na última, Northfleet quase caiu após a partida e foi desgarrado na reta. Vamos indicá-lo para a ponta, mas a dupla com Rosa Maria é indicação mais segura. Brilhant é outro que pode brigar pela vitória.

4.º Páreo – Nesta prova que reúne seis animais de dois anos, todos estreantes, qualquer prognóstico é muito arriscado. Vamos indicar Que Pesto, com Uly di Josefine, considerando a dupla como indicação mais segura. Oosfera e Quarter Mustaz poderão ser as diferenças de nossa fórmula.

5.º Páreo – Vamos arriscar indicando o estreante Afirmativo, mas esta prova que apresenta-se sem força destacada. Além de Dá-lhe Madero, nosso preferido para a dupla, também figuram com chance All Day?s e Eye-Catcher.

6.º Páreo – Tesio di Dormelo, um dos grandes favoritos da reunião, é a força, figurando a dupla como indicação mais difícil. Gostamos da 3/2 com Maestro Villa que pode ameaçar o favorito, enquanto Lado a Lado, Velho Mussi e Jangler Native figuram num plano imediato.

7.º Páreo – Tim di Job, vindo de duas vitórias, pode conseguir a terceira consecutiva, destacando-se Abin Master e Fred Prospector como diferenças de nossa fórmula. Caso seja apresentada, Swing di Job, que já ganhou em São Paulo, também atuará com chance.

8.º Páreo – Jagunço, que na última teve muitos atrapalhos, desta vez pode confirmar seu favoritismo. Vamos indicá-lo como força, figurando como seus maiores rivais Cameroun, nosso preferido para a dupla, e Señor Comandante.

9.º Páreo – Landmann, atravessando grande fase, pode ganhar a terceira consecutiva, mas terá que correr muito para Rainbow Red, que teve atrapalhos na última, figurando como forças imediatas Dado e Bajado del Cielo.