O Schalke não deu chances à Inter de Milão e voltou a vencer no duelo das quartas de final da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, o time alemão levantou a torcida em Gelsenkirchen ao bater o atual campeão europeu e mundial por 2 a 1. O brasileiro Thiago Motta chegou a balançar as redes para os italianos, mas não conseguiu evitar a eliminação da sua equipe.

Com a soma dos resultados, o Schalke acumulou o placar de 7 a 3 – na Itália, os alemães golearam por 5 a 2 – e avançou à semifinal pela primeira vez em sua história. Na sequência, o time do experiente Raúl terá pela frente o Manchester United, que eliminou o Chelsea na terça-feira. Real Madrid e Barcelona farão um confronto espanhol na outra semifinal. Os dois duelos serão realizados nos dias 26 ou 27 de abril e 3 ou 4 de maio.

Após a boa vitória no jogo de ida, o Schalke começou na retranca nesta quarta, enquanto a Inter dominou a posse de bola. Mesmo com o domínio, o time italiano pouco ameaçou o gol alemão. O Schalke foi mais eficiente e aproveitou sua melhor chance na etapa. Raúl recebeu enfiada na entrada da área, driblou o goleiro Julio Cesar e abriu o placar, nos acréscimos.

Com a dura missão de marcar cinco gols para reverter a vantagem do rival, a Inter empatou o jogo logo aos 4 minutos da segunda etapa, em jogada brasileira. Lúcio escorou de cabeça na área e Thiago Motta completou para as redes. A reação, contudo, não foi além.

O Schalke assumiu o controle da partida e confirmou a superioridade no duelo ao marcar o segundo gol, aos 36 minutos. Howedes recebeu assistência de Raúl e bateu na saída do goleiro, selando a vitória e a classificação inédita.