Mesmo empatando em três gols com o Dinamite no jogo final do Campeonato Metropolitano Popular, a equipe do Saturno F. Clube conquistou o título desta competição promovida pela Federação Paranaense de Futebol de Salão com o objetivo de comemorar os 50 anos da chegada do futsal ao Paraná e, também, promover o desenvolvimento do esporte na Região Metropolitana de Curitiba.

O jogo final, disputado no ginásio do Cancun Esportes, no bairro Parolin, apresentou um bom nível técnico e foi presenciado por um excelente público.

Rafael Kuss (2) e Luiz Alberto Voss marcaram os gols do Saturno, cabendo a Diogo Velarte, Patrick Giovani e Fernando Marcos a marcação dos tentos do Dinamite. O time do Saturno formou com Ezequiel Delgado, Jéferson Luís, Helder Henrique, Rafael Kuss e Dyeison Grocoski. Também entraram no jogo Rafael Bach, Helder Santos e Luiz Alberto Voss; técnico: Edílson Cardoso da Silva. A equipe do Dinamite F. Clube, que teve em seu comando técnico João Robson Crista, formou com Orandir França; Patrick da Costa, Gilmar Machado, Francisco de Assis e Fernando Marcos. Também participaram do jogo Luiz Carlos Cândido, Everton dos Santos, Abel Furquim e Diogo Velarte.

A equipe do Saturno, para chegar ao título, disputou 12 jogos, ganhou sete, empatou quatro e perdeu apenas um. O ataque marcou 61 gols, sua defesa sofreu 37 e assim a equipe teve um saldo positivo de 24 gols.

Em todo o desenrolar do Campeonato Popular foram disputados 84 jogos e marcados 810 gols, com uma média de 9,6 gols por partida.

Os 10 principais artilheiros foram: Rafael Kuss/Saturno com 30 gols, Anderson Mello/WTK Sports & Company (28), Bruno Rafael/Parola City (25), Rilber de Almeida/Parola City (23), Gilmar Machado/Dinamite (20), Fábio Godinho/Autolins (18), Elton Leopoldo Rosa/Lombardi Futsal (18), Thomas Marinez/Autolins (17), Lucas Gilian/First Sound (16) e Fernando Marcos/Dinamite (15).

Em função do sucesso do campeonato, tanto no tocante ao número de participantes quanto ao nível técnico dos jogos, a Federação Paranaense de Futebol de Salão vai repetir a dose no ano que vem, quando a entidade salonista estará completando 50 anos de existência.