Classificados para a semifinal da Copa do Brasil, os jogadores do São Paulo tiveram que falar mais nesta quinta-feira sobre o Coritiba, rival da próxima fase da competição, do que sobre o duelo contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro que acontece neste domingo.

A delegação desembarcou no aeroporto de Congonhas e prometeu manter o foco no duelo contra os baianos, mas já falaram da expectativa do duelo. Rival nos tempos em que defendeu o Atlético-PR, Rhodolfo citou as principais forças do tricampeão paranaense.

“É difícil segurá-los na casa deles pelo fato da torcida ser muito forte e empurrá-los para cima. Temos que estudar bastante porque é uma equipe boa, muito rápida”, analisou.

Cícero também prevê momentos delicados para a equipe sobretudo quando for ao Couto Pereira. Antes de pensar no adversário, porém, o polivalente quer aproveitar o gostinho da classificação sobre o Goiás.

“Será um jogo difícil não tenho dúvidas, o Coritiba é muito forte e joga junto há muito tempo. Mas antes vamos relaxar um pouco com a classificação e pensar neles depois”, concluiu.

Antes de voltar as atenções para a Copa do Brasil, o time paulista tenta se recuperar em casa da derrota por 4 a 2 sofrida para o Botafogo na estreia do Brasileirão. Os jogadores se reapresentam nesta sexta-feira pela manhã para iniciar os preparativos para encarar o Bahia. “Nosso pensamento agora é no Bahia. O Coritiba vai ter que ficar para depois”, afirmou o lateral Cortez.