O São Paulo distribuiu um arsenal de chutes a gol neste domingo, praticamente um a cada quatro minutos de jogo. Mas foi na sorte que saiu o gol da vitória por 1 a 0 sobre o lanterna XV de Piracicaba, no Barão de Serra Negra, pela 12.ª rodada do Campeonato Paulista. O cronômetro já marcava 44 minutos do segundo tempo quando Osvaldo foi à linha de fundo pela esquerda, cruzou, e acertou o quadril de Cícero. A bola bateu no meia e foi para dentro do gol. Aos 48, Denis ainda fez uma linda defesa para garantir a vitória.

O gol salvador de Cícero, o quinto dele no estadual, faz o São Paulo se juntar aos demais quatro grandes do Paulistão nas quatro primeiras posições. O time tricolor é o quarto, com 25 pontos, atrás de Corinthians (29), Santos (27) e Palmeiras (26). O XV, que só venceu um jogo até aqui, segue em último, com cinco pontos.

O próximo jogo do São Paulo é pela Copa do Brasil, quarta-feira, em Belém, às 22h, contra o Independente. O reencontro com o Paulistão é domingo, diante da Portuguesa, no Morumbi. Um dia antes, o XV vai até Lins para jogar contra o Linense.

O JOGO – Rodrigo Caio era o único volante disponível no São Paulo e não restou outra opção a Emerson Leão a mandar a equipe para o ataque, com dois meias (Cícero e Jadson), dois atacantes (Fernandinho e Willian José) e Lucas, que tinha liberdade para fazer as duas funções.

Lançado ao ataque e sem proteção defensiva, o São Paulo permitiu um jogo aberto, que teve quase duas dezenas de finalizações no primeiro tempo. A maior parte delas foi de média ou longa distância. O lance mais perigoso, porém, aconteceu na pequena área, com um voleio de Fernandinho defendido por Gilson. O goleiro do time do interior também teve que trabalhar muito num chute forte de Willian José. Já os lances de maior perigo para Denis saíram dos pés de Paulinho.

Achando que o São Paulo errava ao tentar excessivamente entrar na área adversária tocando a bola, Leão mudou o time no intervalo. Mais uma vez tirou Jadson depois de 45 minutos (contra Palmeiras e Comercial também já havia sido assim) e colocou Maicon, pedindo mais chutes de fora da área.

Foi num lance assim que, aos 5 minutos, Gilson deu rebote depois de chute de Lucas e Willian José chutou para cima no rebote, com o gol aberto. Em busca do gol, o São Paulo seguiu pressionando, sem nenhuma organização.

Logo o XV perdeu o medo e também foi para o ataque, criando boas chances com Vinicius Bovi, que exigiu boa defesa de Denis, e Diego Gomes, que chutou de média distância, raspando a trave.

Sem boas opções no banco para mudar o jogo, restou a Leão trocar Fernandinho por Osvaldo. O ex-jogador do Ceará também é velocista, do tipo que abaixa a cabeça e corre, mas pelo menos consegue jogar em outro lugar que não a ponta esquerda. Foi num lance deste tipo que ele levou o torcedor são-paulino à loucura. Carregou a bola pelo meio e, mesmo com Willian livre, tentou ir para cima do marcador. Não conseguiu passar e fez feio.

Ainda mais fominha foi Lucas. Tentando resolver sozinho, ele cortou três marcadores pelo lado direito, nem tentou o passe, e acabou desarmado. Leão não gostou e, em seguida, o trocou por Ademilson.

Aos 45 minutos, Osvaldo ensinou a Fernandinho, a Lucas e a ele mesmo como é que se deve fazer. Pela esquerda, cortou o marcador com um drible seco, levou a bola até em cima da linha de fundo e cruzou para o meio. Cícero, que corria em direção ao gol, estava no meio do caminho e marcou sem querer. O jogador, que já foi centroavante, começou o jogo como volante e saiu do Barão de Serra Negra com seu quinto gol no torneio.

Praticamente no último lance do jogo, Ricardinho cobrou falta de muito longe, chutou forte e exigiu ótima defesa de Denis.

FICHA TÉCNICA:

XV DE PIRACICABA 0 X 1 SÃO PAULO

XV DE PIRACICABA – Gilson; Vinicius Bovi, Glauber, Rafael Santos e Rodolfo (Diego Silva); Alê (Edu Silva), Ricardinho, Adilson Goiano e Diguinho (André Cunha); Paulinho e Adilson. Técnico – Estevam Soares.

SÃO PAULO – Denis; Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Rodrigo Caio, Cícero, Jadson (Maicon) e Lucas (Ademilson); Fernandinho (Osvaldo) e Willian José. Técnico – Emerson Leão.

GOL – Cícero, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Júnior César Lossávaro.

CARTÕES AMARELOS – Diego Silva, Adilson e Adilson Goiano.

RENDA e PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba.