Ainda em busca do seu bom futebol, o São Paulo do técnico Muricy Ramalho voltou a oscilar nesta quarta-feira, mas, desta vez, reagiu rapidamente e saiu do Morumbi com um sólido placar de 3 a 0 sobre o lanterna Náutico, pela 29ª rodada do Brasileirão. Ademilson, Paulo Henrique Ganso, em uma bela jogada individual, e Welliton marcaram os gols da partida.

O triunfo, na esteira do fraco empate com o Corinthians, renovou a confiança do elenco e deu novo fôlego ao time, que ainda tenta se afastar da zona de rebaixamento. Com 37 pontos, abriu cinco de frente sobre o Criciúma, primeira equipe dentro da zona da degola. O Náutico, por sua vez, segue estacionado nos 17, cada vez mais perto da queda.

Na próxima rodada, o time de Muricy Ramalho vai visitar o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, no domingo. O Náutico entrará em campo no sábado para enfrentar o Santos, na Arena Pernambuco, na região metropolitana de Recife.

O JOGO – O São Paulo entrou em campo nesta quarta disposto a superar o frustrante empate sem gols com o Corinthians, no domingo. Para tanto, acelerou o jogo nos primeiros minutos e deu calor ao Náutico, que se segurou na defesa como pôde.

Aos 5 minutos, o time da casa já tinha duas boas chances de gol. Aos 3, Ademilson bateu com perigo e quase surpreendeu o goleiro Ricardo Berna após desvio da zaga. Dois minutos depois, foi a vez de Aloísio ameaçar a defesa pernambucana. Ele driblou dois marcadores dentro da área, mas atrasou a finalização e foi desarmado, desperdiçando grande chance.

Depois do início acelerado, o São Paulo reduziu o ritmo e demonstrou dificuldade em abrir o placar. E o Náutico, mais atento na defesa, conseguiu equilibrar o duelo. Até chegava ao ataque, mas não escondia suas fragilidades e era rapidamente desarmado pela defesa são-paulina.

Alternando bons e maus momentos, o São Paulo voltou a se impor na partida aos 30 minutos. Foi quando Ademilson tabelou com Ganso e Aloísio antes de receber dentro da área e finalizar rasteiro para as redes.

O gol, porém, não alterou o panorama do duelo. O São Paulo ainda tropeçava no ataque e parecia distante do segundo gol. Depois do intervalo, o time sofreu nova queda de rendimento e cedeu espaço ao Náutico, que quase empatou logo aos 2 minutos. Elicarlos cabeceou rente ao travessão.

Sem aproveitar a chance, o time pernambucano viu os anfitriões crescerem novamente em campo. O São Paulo saiu da defesa e foi buscar o segundo gol aos 20 minutos. O irregular Ganso fez fila na entrada da área, ao passar por três marcadores, e finalizou para o gol. A bola ainda desviou no pé da trave antes de entrar.

O belo lance renovou a confiança dos são-paulinos, que ampliaram oito minutos depois. Welliton, que acabara de entrar no lugar de Aloísio, recebeu dentro da área e encheu o pé: 3 a 0. Mais confiante, o São Paulo se manteve no ataque e, com tranquilidade, soube administrar a boa vantagem até o apito final.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 3 x 0 NÁUTICO

SÃO PAULO – Rogério Ceni; Rafael Toloi, Rodrigo Caio, Edson Silva; Reinaldo, Wellington, Denilson (Fabrício), Maicon e Paulo Henrique Ganso (Jadson); Ademilson e Aloísio (Welliton). Técnico: Muricy Ramalho.

NÁUTICO – Ricardo Berna; Dadá (Auremir), Alison, William Alves e Bruno Collaço; Derley (Diego), Elicarlos, Martinez e Tiago Real; Maikon Leite e Peña (Jones Carioca). Técnico: Marcelo Martelotte.

GOLS – Ademilson, aos 30 minutos do primeiro tempo. Ganso, aos 20, e Welliton, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Denilson, Peña, Tiago Real, Rodrigo Caio.

ÁRBITRO – Elmo Alves Resende Cunha (GO).

RENDA – R$ 159.515,00.

PÚBLICO – 14.942 pagantes.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).