O São Paulo enviou hoje uma proposta para a contratação do meia Paulo Henrique Ganso, do Santos. O clube do Morumbi ofereceu R$ 11,7 milhões para comprar os 45% que pertencem ao time do litoral.

O Santos não pretende aceitar os valores, mas a negativa oficial só será dada assim que o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro for informado da proposta. O mandatário santista está a caminho do Chile, onde amanhã a equipe enfrenta a Universidad de Chile pela Recopa Sul-Americana.

“Chegamos a uma conclusão, eu, o Adalberto [Baptista, diretor de futebol] e o Juvenal [Juvêncio, presidente] e formalizamos uma proposta hoje à noite”, afirmou o vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes.

Ainda que Luis Alvaro não tenha rejeitado a proposta oficialmente, no Santos os valores são tratados com desdém. Pessoas próximas ao principal dirigente do clube acreditam que R$ 11,7 milhões é muito pouco.

O Santos exige receber o valor total da multa que, por seus 45%, equivale a R$ 23,9 milhões. O restante dos direitos de Ganso pertencem ao fundo DIS, que também empresaria o jogador e é favorável à transferência. A multa total para vendas no mercado nacional é de R$ 53 milhões. Para negociação para o exterior, a multa é de 50 milhões de euros.

No começo deste ano, o Porto ofereceu 8 milhões de euros (equivalente a R$ 20 milhões) pelo jogador. Na época, Luis Alvaro classificou o valor de “cômico”. O meia tem contrato com o Santos até 2015, mas vive em atrito com o clube.