O São Paulo atropelou a Portuguesa Santista ontem à noite, no Morumbi e praticamente já garantiu presença na final do campeonato paulista. O time de Oswaldo de Oliveira mostrou um futebol de primeira qualidade e não deu nenhuma chance a “sensação” do paulista, que estava invicta e havia levado apenas dois gols até ontem.

Com um show da dupla Kaká e Luis Fabiano, que marcou três na goleada de 5 a 0, o Tricolor impôs um ritmo alucinante desde o início do jogo. Já a Portuguesa, que jogava pelo empate por ter feito uma melhor campanha, não conseguiu apresentar o mesmo desempenho e apenas serviu de “saco de pancada”. Agora, no domingo, na Vila Belmiro, o São Paulo pode perder por até quatro gols de diferença para confirmar a vaga na decisão.

O volante Júlio Baptista, que substituiu Maldonado, e Itamar, que entrou no segundo tempo, marcaram os outros gols do Tricolor, que não poderá contar com o volante Fábio Simplício e o meia Ricardinho para domingo, pois levaram o terceiro amarelo e terão que cumprir suspensão.

A Portuguesa Santista não foi nem sombra do time que conseguiu a segunda melhor campanha da primeira fase, tanto que só chegou a assustar o goleiro Rogério Ceni em um único lance no primeiro tempo inteiro. O time do técnico Oswaldo de Oliveira dominou a partida.

Com um toque de bola rápido e apostando na técnica de seus jogadores, o São Paulo não demorou a abrir o marcador. Aos 27 minutos, em uma cobrança de falta, Ricardinho só rolou para Júlio Baptista encher o pé e acertar o ângulo esquerdo, sem chances para Maurício, que ainda chegou a tocar na bola.

A Portuguesa, mesmo em desvantagem, continuou na defensiva. Enquanto isso, o Tricolor continuava pressionando e o segundo gol não demorou a sair. Aos 35 minutos, Luís Fabiano recebeu de Reinaldo e encobriu o goleiro Maurício.

Pouco depois, Luís Fabiano marcou outro golaço. Ricardinho descobriu Kaká dentro da área, este tocou de calcanhar para o atacante que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O São Paulo foi para o vestiário aplaudido pela torcida, que há muito não via uma bela exibição do time são-paulino. A Portuguesa voltou para o segundo tempo um pouco mais ofensiva, mas foi apenas por dez minutos. Depois disso, o Tricolor voltou a tomar as rédeas da partida.

E não demorou para Luís Fabiano estufar a rede outra vez. Depois de um cruzamento de Leonardo, Kaká ajeitou de cabeça para Luís Fabiano emendar de primeira e marcar seu terceiro gol no jogo, o quarto do São Paulo. Quando tudo parecia definido, Itamar cabeceou para fechar o caixão da Briosa. A galera tricolor foi ao delírio e terminou a partida com o coro de olé.