A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) anunciou nesta sexta-feira que São Bernardo do Campo irá substituir o Rio como sede do Brasil na segunda etapa do Grand Prix deste ano. A entidade tomou a decisão por causa de eventos paralelos que a capital fluminense estará recebendo no período de disputas desta fase da competição, entre 15 e 17 de junho. Nestes dias a cidade será palco do Rio + 20, conferência das Nações Unidas sobre o desenvolvimento sustentável.

A CBV confirmou que os jogos em São Bernardo do Campo serão realizados no ginásio Poliesportivo da cidade da Grande São Paulo. O local irá abrigar confrontos do Grupo A deste segunda estágio da competição, que também contará com Estados Unidos, Itália e Alemanha.

Maior vencedora da história do Grand Prix, com oito títulos, a seleção brasileira feminina de vôlei irá estrear nesta edição da competição no dia 8 de junho, em Lodz, na Polônia. Nesta fase inicial, o Brasil integrará o Grupo D, que terá a presença das polonesas, da Sérvia e da Itália, outras rivais do time comandado por José Roberto Guimarães em solo polonês.

Depois de jogar na Polônia entre 8 e 10 de junho, o Brasil seguirá para São Bernardo, onde enfrentará alemãs, italianas e norte-americanas. Já na terceira semana de disputas da competição, entre 22 e 24 de junho, as brasileiras jogarão em em Luohe, na China, contra as chinesas, Cuba e Porto Rico.

A fase derradeira do Grand Prix também será realizada na China, em Ningbo, na semana seguinte ao terceiro estágio da competição. As cinco melhores seleções das três primeiras fases do torneio disputarão o quarto estágio da competição, que já tem a China garantida como classificada por ser a anfitriã. Estas seis seleções serão divididas em dois grupos e os duas mais bem colocadas de cada um avançarão às semifinais.

A mudança anunciada nesta sexta-feira pela CBV fará com que São Paulo abrigue os principais torneio de vôlei deste ano envolvendo as seleções brasileiras. Palco do Brasil na segunda fase do Grand Prix, São Bernardo do Campo também abrigará uma etapa brasileira da Liga Mundial. Já São Carlos, outra cidade paulista, será sede do Pré-Olímpico da América do Sul, que definirá o representante sul-americano do vôlei feminino nos Jogos Olímpicos de Londres – por meio da Copa do Mundo, em novembro passado, o Brasil fracassou na tentativa de assegurar vaga antecipada à Olimpíada.