Mesmo com o Brasileirão já na 15.ª rodada, os clubes não param de contratar e tentar consertar o que até agora não deu certo. Ou ainda preencher lacunas após as perdas e/ou futuras perdas para o mercado internacional. E foi movido por isso que alguns clubes aproveitaram para apresentar a seus torcedores as mais novas apostas para o restante da temporada. Enquanto o Santos finalmente apresentou Patito Rodríguez, o Internacional se reforçou com Rafael Moura e o Figueirense anunciou Elsinho.

“O Neymar foi muito importante para eu vir. Tinha muita vontade de jogar no clube, já gostava antes de ter a possibilidade de atuar com ele”, relatou Rodríguez, ontem, na Vila Belmiro. O jogador santista ficou mesmo impressionado e seduzido pela possibilidade de jogar com o craque do peixe. “O Neymar pesou na minha decisão, vai ser lindo se o técnico me colocar junto com ele como titular em alguma partida. É admirável o que ele faz em campo. Não tenho dúvida de que está entre os cinco melhores do mundo”, apontou o atacante.

Não menos empolgado estava o também avante Rafael Moura, que aterrissou ontem em Porto Alegre. O ex-jogador de Fluminense e Atlético disse que tem o estilo gaúcho. “O Inter tem condições de brigar pelo título. Tenho estilo gaúcho, é o que todo mundo diz. Tenho quatro anos para mostrar isso”, discursou. No Colorado, ele até prevê uma parceria com Forlán. “Gosto muito do Forlán, sou fã dele. Um tem condições de ajudar o outro. A diretoria pensou em montar peças para forçar um grupo muito forte”, destacou.

Ao mesmo tempo, o Figueirense tenta acabar com o problema crônico na lateral-direita apostando no desconhecido Elsinho. O jogador estava no CRB. “Estou muito feliz de estar aqui no Figueirense, vou realizar o sonho de disputar uma série A”, disse, na apresentação. O jogador chega como opção para uma função em que Pablo e Doriva não foram bem. O clube saiu da lanterna no sábado, mas ainda passa por situação delicado na competição.