O Santos se recuperou da derrota para o Fortaleza, na última quinta-feira, com um tranquilo triunfo por 2 a 0 sobre a Chapecoense, na Vila Belmiro, na noite deste domingo. Assim, a equipe deu um passo muito importante para terminar o Campeonato Brasileiro na condição de vice-campeã.

O triunfo em casa deixou os santistas com 71 pontos, três a mais do que o Palmeiras, que mais cedo perdera para o campeão Flamengo. A duas rodadas do fim da competição, só precisa de mais uma vitória para garantir a segunda colocação, já que tem dois triunfos a mais do que os palmeirenses.

A vitória sobre os catarinenses também fez o Santos igualar sua melhor campanha na era dos pontos corridos com 20 clubes, iniciada em 2006. Em 2016, o time alvinegro terminou a competição com 71 pontos.

Tendo do outro lado do gramado um time já rebaixado para a Série B, o Santos tinha a obrigação de vencer e começou a resolver o seu problema muito cedo. Logo aos sete minutos, o zagueiro Lucas Veríssimo recebeu um cruzamento de Evandro e marcou de cabeça o primeiro gol santista da noite.

A vantagem deu muita tranquilidade aos donos da casa. Com exceção de um susto sofrido aos 22 minutos, quando Camilo quase fez um gol olímpico e Hiago esteve próximo de marcar no rebote, o Santos dominou completamente as ações e teve algumas boas oportunidades para aumentar sua vantagem. Aos 34, uma triangulação entre Alison, Carlos Sánchez e Eduardo Sasha terminou com um chute do atacante que exigiu uma grande defesa de João Ricardo.

Na segunda etapa, de novo os vice-líderes do Brasileirão golpearam o adversário nos minutos iniciais. Aos quatro, Marinho chutou cruzado e Evandro mostrou muita esperteza para desviar a bola para o gol da Chapecoense. E, com isso, deixou a partida fora do alcance da equipe de Santa Catarina.

Depois do segundo tento santista, a temperatura do jogo diminuiu bastante. Os donos da casa sabiam que não precisavam se esforçar muito para manter a vantagem e os visitantes tinham consciência de que evitar a derrota era praticamente impossível. Assim, não foi surpresa o fato de o público ter visto poucas oportunidades de gol no segundo tempo.

O próximo jogo do Santos no Brasileirão, em que o time poderá garantir o vice-campeonato, será contra o Athletico-PR, na quarta-feira, em Curitiba. Já a Chapecoense, também na quarta, enfrentará o CSA. Será a última partida do time catarinense na Arena Condá na Série A.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 CHAPECOENSE

SANTOS – Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Felipe Jonatan; Alison, Carlos Sánchez e Evandro (Diego Pituca); Tailson (Derlis González), Eduardo Sasha (Kaio Jorge) e Marinho. Técnico: Jorge Sampaoli.

CHAPECOENSE – João Ricardo; Eduardo, Douglas, Hiago (Maurício Ramos) e Roberto; Amaral, Márcio Araújo, Elicarlos (Gustavo Campanharo) e Camilo; Arthur Gomes e Renato (Dalberto). Técnico: Marquinhos Santos.

GOLS – Lucas Veríssimo, aos sete minutos do primeiro tempo; Evandro, aos quatro minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Marielson Alves Silva (BA).

CARTÕES AMARELOS – Alison e Marinho (Santos); Dalberto (Chapecoense).

RENDA – R$ 200.690,00.

PÚBLICO – 6.961 torcedores.

LOCAL – Vila Belmiro, em Santos (SP).