O Santos aguarda com pessimismo pela resposta de Robinho sobre voltar ao clube mais uma vez. A diretoria espera que até a próxima semana o atacante, revelado nas categorias de base, dê alguma resposta, embora encare sem muita expectativa a negociação por causa da demora do jogador em responder e também pela concorrência do Atlético Mineiro.

A diretoria do Santos propôs um salário de R$ 600 mil ao atacante, que deixou recentemente o Guangzhou Evergrande, da China, onde teve poucas oportunidades com o técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari na última temporada.

Enquanto aguarda o sim ou o não de Robinho, alguns jogadores e membros da comissão técnica tiveram um carnaval diferente neste ano. Após bater o Ituano no último sábado, pelo Campeonato Paulista, atletas e o técnico Dorival Júnior participaram do desfile da escola de samba Grande Rio, na Marquês de Sapucaí, que homenageou a cidade de Santos.

Cansado após atravessar a avenida em cima de um carro alegórico dedicado ao time de futebol do Santos, Dorival Júnior disse que adorou a experiência. “Nem vai ter treino amanhã (segunda-feira). Fiz o que pude, mas cansei. Me surpreendi pelo ambiente. Achei uma troca linda com a torcida”, afirmou o técnico em entrevista para a TV Globo logo após o desfile.

O Santos se reapresenta nesta terça-feira e volta a jogar, pelo Paulistão, no sábado. O adversário é o Novorizontino, em Novo Horizonte (SP).