Pouco depois de não seguir com a delegação do Santos que viajará até Feira de Santana (BA) para enfrentar o Bahia, nesta quinta-feira, pelo Campeonato Brasileiro, Cícero teve confirmada pelo clube, no início desta tarde de quarta, a sua transferência para o Fluminense.

Por meio de sua assessoria, o Santos confirmou que aceitou a proposta feita pelo clube carioca, que deverá oficializar nas próximas horas a contratação do meio-campista. O atleta viverá a sua segunda passagem pela equipe das Laranjeiras, defendida por ele entre 2007 e 2008, ano em que foi vice-campeão da Copa Libertadores.

O Santos não divulgou os valores acertados na negociação de Cícero, que estava emprestado até o final do ano pela Tombense, clube mineiro que pertence a Eduardo Uram, empresário do jogador. Mas é certo que a diretoria santista aceitou receber menos do que os 50% dos 6 milhões de euros que teria direito em caso de rescisão contratual, valor previsto no contrato assinado entre as partes anteriormente.

Antes de aceitar a oferta do Fluminense, o Santos havia fixado esta quarta-feira como prazo final para que Cícero apresentasse a proposta de outro clube. Já prevendo a sua saída da Vila Belmiro, o meio-campista pediu para não enfrentar o Flamengo, no último domingo, no Morumbi, para não exceder o limite de jogos e assim poder se transferir para outra equipe da Série A do Campeonato Brasileiro.

Cícero, que ganhava em torno de R$ 350 mil mensais no Santos, havia pedido para passar a receber R$ 500 mil, mas o Santos se recusou a dar aumento ao jogador, que estava descontente por não ter a valorização que achava que merecia.

Agora definitivamente sem Cícero, o time santista deverá atuar nesta quinta-feira com Diego Cardoso como titular. Ele deverá fazer dupla de ataque com Gabriel, depois de Cícero ter chegado a treinar como titular na manhã desta quarta, adiantado no setor ofensivo.