Não deve ser apenas de João Campos, Emerson Duda, Kau Machado, Milton Vianna e tantos outros pilotos experientes que a Copa Petrobras Pick-up Racing viverá este ano. A abertura da temporada acontece neste domingo, 23, no Autódromo Internacional de Curitiba.

 

As mudanças no regulamento e a entrada de novos pilotos prometem fazer deste o campeonato mais equilibrado e imprevisível da história da categoria. Pilotos que se revelaram na temporada passada e as ?caras novas? deste ano prometem apimentar ainda mais a disputa pelo título.

 

Para começar a sonhar com o título, nada melhor que poder fazer parte da equipe tricampeã da categoria. Esse é grande trunfo de Gustavo Sucolotti, do Mato Grosso do Sul, que passa a ser companheiro de equipe de João Campos na equipe J. Maino. ?Correr ao lado dele é uma grande responsabilidade, mas é também uma grande chance de mostrar minha capacidade. Pelo desempenho do carro nos testes que realizamos em Guaporé (RS) tenho certeza que posso brigar pelo título?, afirma.

 

Outra grata surpresa da temporada passada, o carioca Alessandro da Cas, é mais um que pretende deixar de lado o papel de figurante na categoria e brigar pelo campeonato. ?Espero melhorar ainda mais nesta temporada e continuar surpreendendo?, afirma o piloto, que terminou o campeonato de 2003 em 4º lugar. ?Ainda é cedo para fazer previsões, pois as equipes ainda estão se adequando às mudanças no regulamento, mas a briga pelo caneco vai ser muito maior?, acredita o carioca.

 

E a fome de vitória não fica restrita apenas aos que já tiveram a oportunidade de disputar a temporada passada. Vários pilotos estão estreando, mas com grande experiência em importantes categorias do automobilismo brasileiro. Um deles é Fausto Camacho, com passagem pela Stock Car, e que espera usar a experiência para andar entre os primeiros na Copa Petrobras Pick-up Racing. ?Tudo ainda é uma novidade. Só a partir da prova de Curitiba é que eu posso fazer um prognóstico sobre meu desempenho. Mas nenhum piloto da categoria me assusta?, provoca.

 

Outra novidade será a participação de dois campeões brasileiros de provas de longa duração. Claudio Ricci, que ainda está finalizando a negociação com patrocinadores e a montagem do carro, e Marcel Wolfart poderão mostrar suas habilidades pilotando agora as pick-ups movidas a GNV. ?Estou muito empolgado em participar de uma categoria que está crescendo muito e dá uma grande visibilidade para os pilotos. Fiz duas provas no ano passado que foram importantes para nos dar o caminho certo na preparação deste ano?, afirma Marcel.

 

A J. Maino também terá um estreante. O piloto Abramo Mazzochi, bicampeão de Fórmula Gaúcha 1.6, se juntará a Campos e Sucolotti para defender a hegemonia da equipe. ?Estamos fortes, com três pilotos em condições de andar na frente. Ainda estou na fase de adaptação ao carro, mas espero dar muito trabalho em minha primeira temporada?, prevê.

Franco Stédille, da Gramacho Racing, completa a lista dos estreantes que pretendem incomodar os “veteranos” da categoria, que terá a prova de abertura transmitida pela TV Bandeirantes para todo o Brasil, a partir das 13h.