Mesmo poupando Maria Sharapova, terceira do ranking mundial, a Rússia eliminou a Espanha neste domingo, no Estádio Olímpico de Moscou, e avançou às semifinais da Fed Cup. A adversária das russas na próxima fase da competição que é o equivalente feminino da Copa Davis sai do confronto entre Bélgica e Sérvia.

Depois de abrir 2 a 0 no sábado, a Rússia decidiu trocar Maria Sharapova por Nadia Petrova e a número 33 do ranking mundial acabou sendo surpreendida por Carla Suárez Navarro por 2 sets a 0, parciais de 0/6 e 3/6. A Espanha vendia caro a derrota e, no jogo seguinte, Svetlana Kuznetsova teve muito trabalho para vencer Silvia Soler-Espinosa por 2 sets a 1 (6/2, 4/6 e 6/3) e garantir a classificação.

Outro time já classificado para as semifinais é a República Checa, que venceu a Alemanha em Stuttgart. Depois de abrirem 2 a 0 no sábado, as checas confiaram na número 2 do mundo, Petra Kvitova, que venceu Sabine Lisicki por 2 sets a 1 (6/7 (7/2), 4/6 e 1/6) e marcou o terceiro ponto da República Checa, que agora espera Ucrânia ou Itália.

Pelo Grupo II, a segunda divisão da Fed Cup, a Austrália venceu a Suíça e se classificou para a repescagem, tentando retornar à elite. Na mesma situação está o Japão, que fez 5 a 0 na Eslovênia.