A vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, na noite de quarta-feira, no Beira-Rio foi valorizada pelos jogadores e pela comissão técnica do Internacional. O técnico Celso Roth classificou a vantagem obtida pela equipe como “relevante” e lembrou que o time do Morumbi não conseguiu atingir o seu objetivo de não sofrer gols no primeiro jogo das semifinais da Libertadores.

“O São Paulo veio para não levar gol. E não conseguiu. Esta vantagem que conseguimos é relevante até o segundo jogo. Quando começar a partida lá, vamos respeitar o São Paulo. O maior respeito que podemos ter pelo adversário é vencê-lo. O Internacional vai pra lá para buscar a vaga à final”, afirmou Roth.

Autor do gol da vitória, o meia Giuliano exaltou a vitória obtida em Porto Alegre e garantiu que não se incomodou por ter começado o confronto no banco de reservas. “Foi uma partida difícil. Hoje fui muito feliz. Demos um passo importante; pequeno, mas fundamental para chegarmos à final. Está boa esta concorrência pela titularidade. Isso é muito bom; o grupo todo cresce. E minha palavra desta noite é felicidade”, disse.

Já o goleiro Renan comemorou o bom desempenho do sistema defensivo do Internacional e o fato da equipe gaúcha não ter sofrido gols do São Paulo no confronto de quarta-feira. “Graças a Deus nosso sistema defensivo foi muito bem. Conseguimos uma boa vantagem para o segundo jogo”, comentou.