Surpresa na partida desta quarta-feira, o atacante Wayne Rooney voltou a sentir dores no tornozelo e deve desfalcar o Manchester United no domingo, contra o Blackburn, pelo Campeonato Inglês. O time tenta recuperar a liderança perdida na rodada passada para o rival Chelsea.

“Não acho que ele estará à disposição do jogo de domingo. Mas ele deverá estar apto a jogar na semana seguinte, contra o Manchester City”, explicou o técnico Alex Ferguson.

O treinador surpreendeu ao escalar Rooney no segundo jogo das quartas de final da Liga dos Campeões, contra o Bayern de Munique. O atacante se machucou na semana passada e deveria ficar longe dos gramados por pelo menos três semanas.

A aposta de Ferguson, porém, não deu certo. O jogador pouco contribuiu com o time nesta quarta e precisou ser substituído no segundo tempo – o Manchester venceu por 3 a 2, mas foi eliminado por ter perdido o jogo de ida por 2 a 1.

“Aconteceu a mesma coisa da semana passada. Um vaso sanguíneo do tornozelo se rompeu. Mas ele não deverá ficar fora por muito tempo”, explicou Ferguson, otimista. “Ele não teve sorte ao sofrer o mesmo problema. Ele teve alguns desafios nesta quarta, e acho que não foi protegido [pelo árbitro]”.

Ferguson revelou que Rooney entrou em campo nesta quarta, após ser avaliado pelos médicos do clube na terça. “Ele participou do treino conosco ontem e teve um grande desempenho. Os médicos avisaram que não haveria riscos. A repetição do problema foi falta de sorte”, justificou.