O destino de Roniery será definido na próxima segunda-feira. Além de Coritiba e Palmeiras, um terceiro time de Série A entrou na disputa pelo jogador. O Paraná não confirmou, mas um clube do Rio de Janeiro teria formulado proposta para a aquisição do jogador. Valorizado após uma temporada positiva – jogando por Mogi Mirim e Paraná – o lateral-direito pode ser a principal fonte de receita do clube para o início de 2014. Por isso, a diretoria já definiu que o jogador só sairá caso haja uma compensação financeira significativa.

“Por empréstimo, nem conversamos. Sabemos que o mercado está restrito, mas se a oferta não for atraente, o Roniery ficará no Paraná”, assegurou o vice de futebol Celso Bittencourt. Uma postura que, ao que tudo indica, inviabilizaria a transferência do jogador para o Coritiba. Com dificuldades para quitar salários atrasados, o rival dependeria de um aporte financeiro de investidores para garantir a contratação de Roniery, um pedido do técnico Dado Cavalcanti. “Não falamos sobre hipóteses. Só posso garantir que o Roniery só sai vendido”, disse Bittencourt.

O empresário Marcos Amaral, que detém percentuais do atleta (em parceria com o Paraná) está intermediando essa negociação. “Estive reunido hoje (ontem) com o representante de um clube da Séria A, que fez uma oferta. Vamos analisar a questão no fim de semana. Acredito que na segunda-feira definimos, em conjunto com a diretoria, se o Roniery será negociado ou se ficará no Paraná”, explicou Amaral. Revelado pelo Sampaio Correa, do Maranhão (novo integrante da Série B), Roniery se destacou ao fazer um ótimo Paulistão. O seu contrato com o Paraná vai até 2015.