Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, lutou muito, superou um adversário com ranking bem melhor que o dele nesta terça-feira e avançou à segunda rodada do US Open, último Grand Slam da temporada. Número 134 do mundo, o brasileiro bateu o canadense Vasek Pospisil, 40.º do ranking, por 3 sets a 2, de virada, com parciais de 4/6, 3/6, 7/6 (11/9), 6/2 e 7/6 (12/10). A partida havia começado na última segunda, mas foi interrompida pela chuva.

Com isso, o brasileiro ao menos repetirá o resultado obtido em suas duas participações no US Open, já que em 2011 e 2012 foi eliminado na segunda rodada. Se no ano passado Rogerinho caiu diante de Novak Djokovic, em 2013 terá nova pedreira pela frente, já que seu adversário será o espanhol Rafael Nadal, número 2 do mundo.

Independente do resultado diante de Nadal, Rogerinho poderá lembrar com orgulho de sua participação no US Open, já que conseguiu passar por um adversário teoricamente superior e que vinha embalado. Vale lembrar que Pospisil chegou a uma semifinal de Masters 1000 na atual temporada, em Montreal, quando foi derrotado por Milos Raonic.

E parecia que o canadense não teria dificuldade para atropelar o brasileiro no início da partida, ainda na última segunda-feira. Pospisil abriu 2 sets a 0 com certa facilidade e levava o jogo equilibrado na terceira parcial quando Rogerinho reagiu e, em tie-break emocionante, se manteve vivo.

A perda do set pareceu ter desestabilizado Pospisil, que viu o adversário abrir 4 a 0 no quarto set, quando a partida foi interrompida. Nesta terça, Rogerinho voltou com a mesma determinação e garantiu a vitória na parcial. No quinto e decisivo set o equilíbrio tomou conta, o brasileiro chegou a salvar diversos match points, mas conseguiu a vitória no fim.

O dia também foi de vitória para o canadense Milos Raonic. Cabeça de chave número 10, ele passou na estreia pelo italiano Thomas Fabbiano por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 7/6 (8/6) e 6/3. O norte-americano John Isner também teve facilidade diante de um italiano na primeira rodada e bateu Filippo Volandri em três sets: 6/0, 6/2 e 6/3. Philipp Kohlschreiber, da Alemanha, Sam Querrey, dos Estados Unidos, e Julien Benneteau, da França, foram outros dos favoritos que avançaram.

Mas a terça não foi apenas de vitórias para os cabeças de chave. O polonês Jerzy Janowicz, 14.º entre os favoritos, caiu para o argentino Máximo González. Já o búlgaro Grigor Dimitrov, 25.º cabeça de chave perdeu para o português João Sousa e também deu adeus ao torneio.