O empate por 2 a 2 com a Chapecoense, na Arena Condá, deixou o Atlético Mineiro muito próximo da classificação às quartas de final da Primeira Liga, mas o técnico Roger Machado admitiu certa frustração com o resultado final, principalmente porque o seu time abriu 2 a 0 no primeiro tempo, mas cedeu a igualdade no começo da etapa final, não conseguindo conquistar o triunfo mesmo após o adversário ter um jogador expulso.

“Foi um primeiro tempo de altíssimo nível, em que a gente tomou conta das ações do jogo e, por consequência disso, o placar de 2 a 0 justo. Com sete minutos, em dois lances de desatenção, o placar estava empatado. O adversário, depois, com um a menos, colocou intensidade, se desdobrou em campo. A gente conseguiu ter um volume de jogo, criar outras oportunidades, mas não saímos do empate. Não tiramos o pé, continuamos construindo, tanto que tivemos mais três ou quatro oportunidades de gols”, avaliou.

Com a proximidade da estreia na Libertadores, marcada para a próxima quarta-feira, contra o Godoy Cruz, na Argentina, Roger optou por levar um time formado somente por reservas para o duelo com a Chapecoense. E o treinador aprovou o que viu em campo, avaliando como positivos os testes realizados, o que incluiu a escalação de Cazares em um posicionamento diferente.

“Foram boas observações. Posicionei o Cazares pelo lado esquerdo, como ele acabou o último jogo pelo campeonato regional, e vi o jogador muito à vontade naquela função. Ajudava na recomposição e, em posse, era nosso meia, pega sempre a bola de frente, fugindo da marcação e podendo usar o que ele tem de melhor que é a troca de passes e as bolas em profundidade”, analisou Roger, que também elogiou a atuação de alguns jovens jogadores, como os volantes Yago e Ralph.

“O Yago também fez uma partida muito segura, o Ralph, um menino que a gente tem trabalhado bastante, o Carlos César, que fez um belo gol e já é um jogador maduro para a função, o Leonan também teve bons momentos no jogo. De modo geral, considero como bom. A frustração fica em torno do que a gente produziu e da expectativa de como poderia finalizar a partida”, completou Roger.

Com o empate, o Atlético fechou a sua participação no Grupo C da Primeira Liga com quatro pontos. Agora o time aguarda o resultado do duelo entre Joinville e Cruzeiro, agendado para 21 de março, para saber se avançará às quartas de final. O time mineiro só não se classificará caso a equipe do interior catarinense triunfar em casa por quatro ou mais gols de diferença ou por três, a partir do placar de 5 a 2.