O norte-americano Andy Roddick conquistou neste sábado o direito de decidir o título do Masters 1000 de Indian Wells, na Califórnia. Jogando com o apoio da torcida local, o tenista do Texas venceu na semifinal o sueco Robin Soderling por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/3, em 1h46 de jogo. A final do torneio será inédita para o ex-número 1 do mundo.

Sétimo cabeça de chave no piso duro de Indian Wells, Roddick fez um jogo equilibrado com Soderling, sexto favorito da competição. No primeiro set, os tenistas confirmaram seus saques com facilidade, com exceção da quebra conquistada pelo norte-americano, na única vez em que ameaçou o serviço do rival.

Na segunda parcial, o sueco, número 7 do mundo, conseguiu uma reação com um saque forte e duas quebras conquistadas. Foram cinco aces na parcial e o oitavo colocado da ATP cedeu o empate. Mas Roddick tinha energia suficiente reservada para o set decisivo, quando voltou a controlar o jogo e fechou a partida com certa tranquilidade.

Na decisão em Indian Wells, o tenista dos Estados Unidos encontrará o croata Ivan Ljubicic, que eliminou o espanhol Rafael Nadal, atual campeão do torneio. A final será a oitava de Roddick em Masters e ele busca o quinto título deste nível. O norte-americano não alcançava uma decisão de Masters desde 2006, quando ficou com o título em Cincinnati.