Começa hoje para o Brasil a competição que poderá firmar Robinho como uma estrela de primeira grandeza na seleção ou colocar em dúvida seu rendimento com a camisa amarela. Principal atração do elenco que Dunga trouxe para a Venezuela, o atacante do Real Madrid sabe que o momento é importante para sua carreira. ‘Chegou a hora de a minha geração começar a fazer história na seleção’, disse.

A geração que o precedeu, com nomes como Ronaldo, Roberto Carlos Rivaldo e Cafu, ganhou uma Copa do Mundo, chegou à final de outra e foi reconhecida em todo o planeta por sua grande qualidade. ‘Este grupo que veio para a Venezuela tem muita vontade de fazer o Brasil voltar a ser vencedor. O torcedor pode ter certeza de que vai ver um time muito lutador.

Para chegar a ter o status que esses craques atingiram, Robinho precisa de mais do que uma ou outra boa atuação pela seleção. Ele precisa de uma seqüência de grandes jogos – de preferência numa competição oficial. Por isso a Copa América é sua grande chance de brilhar.