Autor do gol que garantiu a vitória da seleção brasileira sobre o Chile, por 2 a 1, em amistoso encerrado no início da madrugada desta quarta-feira, em Toronto, no Canadá, Robinho saiu de campo com motivos de sobra para comemorar. Além de ter aproveitado bem a chance proporcionada por Luiz Felipe Scolari no time nacional, ele superou uma marca de Pelé ao contabilizar o seu nono gol em partidas contra a seleção chilena.

“Procurei fazer o meu melhor, a gente sabe que são poucos jogos até a Copa do Mundo e cada jogador tem que aproveitar ao máximo as chances que o professor Felipão dá. Procurei fazer o meu melhor contra Honduras e também contra o Chile. Agora é se preparar no Milan, que é importante, e fazer tudo para estar na Copa do Mundo”, projetou o jogador, em entrevista ao SporTV, ainda no gramado do Estádio Rodgers Centre.

Em seguida, Robinho minimizou o peso da marca histórica que atingiu neste amistoso no Canadá, reverenciando o Rei do Futebol, autor de oito gols em partidas diante da seleção chilena. “Contra o Chile eu sempre dei sorte, não sabia que tinha feito o nono gol, mas contra o Chile graças a Deus sempre tive a felicidade de fazer gol. E o Pelé é jogador incomparável, mas fico feliz pela minha boa média de gols contra o Chile”, destacou.

Assim como no jogo contra os chilenos, Robinho entrou na seleção brasileira apenas no decorrer do amistoso contra Honduras, no último sábado, em Miami, onde também soube aproveitar bem os minutos em que esteve em campo. Ele acertou uma bola na trave e participou de um gol marcado por Hulk nos 5 a 0 sobre os hondurenhos. Desta forma, o atacante se mostrou como forte nome a ser incluído no grupo de 23 jogadores que irão para a Copa do Mundo de 2014.