Além de fortalecer o ataque, Roberto Cavalo quer o meio-de-campo atuando com muita precisão. “Temos dois meias de alto nível técnico e que se conhecem muito bem. Espero tirar proveito disso, pois o Davi e o Rafinha são capazes de criar muito e ainda ajudar na marcação”, ponderou.

Na verdade, o que Cavalo pediu aos quatro jogadores mais avançados do time é que, ao menos, eles façam uma sombra aos adversários, evitando sobrecarga a Adorinan, que será o único marcador no meio-de-campo. Ao menos na teoria, pois na prática Cavalo quer Dedimar avançando para a posição de primeiro volante quando o Paraná tiver a posse de bola.

“Ainda quero dar uma olhada no último jogo do Juventude. Dependendo, posso até fazer algum ajuste, com outro volante ou mais um zagueiro”, especulou Cavalo.

Mas, pelo que se viu no treino de ontem, o Paraná não terá nenhuma surpresa de última hora. “O importante é que o grupo está mobilizado. Todos entenderam bem aquilo que foi passado e, como somos um elenco de qualidade, temos totais condições de iniciar hoje uma arrancada na competição”, arrematou o novo treinador paranista.