Em meio a uma série de protestos contra a arbitragem da tarde de ontem, o Rio Branco de Paranaguá deu mais um passo na luta pela permanência na elite do futebol paranaense. Jogando no Caranguejão, o Leão da Estradinha venceu ao Arapongas, por 2 x 1, e mandou boa parte da preocupação contra a degola no Estadual 2011 para o lado de Paranavaí e Paraná Clube.

Apesar do alívio pelo resultado, o diretor do Leão, Carlos Roberto Frisoli, em entrevista à rádio Difusora, afirmou que a atuação do trio de arbitragem será colocada em pauta em reunião na Federação Paranaense de Futebol. “Jogador nosso levou cotovelada a dois metros do bandeira e ninguém fala nada. Vou à Curitiba falar com o Afonso (Vitor de Oliveira, presidente da comissão de arbitragem), que com certeza não deve compactuar com esses pilantras. A possibilidade de todo trabalho jogado fora por incompetência de arbitragem não é justo”, disparou.

Um dos lances mais questionados pela diretoria do Rio Branco foi a expulsão de Duda, ainda na etapa inicial. No entanto, alheio à atuação de árbitro e bandeiras, dentro de campo o Leão, comandado interinamente pelo seu diretor de futebol, Alan Aal, fez sua parte. O primeiro gol do jogo ocorreu aos 10 minutos do primeiro tempo, com Adriano aproveitando um bate e rebate dentro da área.

O segundo gol do Rio Branco ocorreu aos 8 minutos do tempo final, depois que Baiano fez assistência para Dudu, que subiu de cabeça para balançar as redes. Aos 36 minutos, depois de forte pressão, Luciano ainda descontou para o Arapongas, também de cabeça, embora não houvesse tempo pra mais nada. O resultado mantém o Leão da Estradinha com chances de sobrevivência na primeira divisão do Campeonato Paranaense. Já o Alviverde nortista foi ultrapassado pelo Cianorte e momentaneamente perde a vaga na final do interior.

Tropeços

O Operário de Ponta Grossa tropeçou e desperdiçou a oportunidade de se classificar antecipadamente para a final do interior na tarde de ontem. Jogando no Estádio Germano Kruger, o Fantasma perdeu para o Cianorte, por 2 x 0. Thiago Santos, aos 6 minutos do primeiro tempo, e Giancarlo, aos 18, marcaram os gols do Leão do Vale do Ivaí.

Fechando a rodada, o Corinthians Paranaense foi até o Estádio Olímpico Regional, onde empatou em 3 x 3 com o já rebaixado Cascavel. Aos 15 do primeiro tempo, Elpidio abriu o marcador para os visitantes. Na etapa final, Kinho, aos 9 e aos 11, virou o marcador para a Serpente. Willian, aos 14, e Thiago Henrique, aos 36, comandaram nova virada. No entanto, nos acréscimos, Sidiclei igualou o marcador e deu números finais ao confronto.