Durou sete jogos a experiência de Jonas Silva no comando do Rio Branco. O técnico, que veio precedido de grande expectativa, foi demitido ontem e deixa o time parnanguara na perigosa 10.ª colocação do Campeonato Paranaense.

O presidente do Leão, João Carlos Frumento, creditou a dispensa unicamente aos números – especialmente às três derrotas em quatro jogos que o time disputou em Paranaguá. Internamente, decidiu-se que o treinador não teria mais clima para comandar a equipe perante a torcida. Junto com ele também foi demitido o preparador de goleiros Leandro Tavares.

Em sete jogos, Silva, que chegou a trabalhar com Zico como auxiliar do Kashima Antlers, do Japão, conquistou duas vitórias, um empate e sofreu quatro derrotas. No domingo, o Leão perdeu por 2 a 1 para o Coritiba no Couto Pereira.

Quem assume interinamente o cargo é Erminho, até então auxiliar de Jonas. Ex-meia revelado pelo Paraná Clube, o interino atuou por muitos anos no Rio Branco até encerrar a carreira há dois anos.

Desde o Campeonato Paranaense do ano passado ocupava a função de assistente técnico. A diretoria não descarta efetivar Erminho caso o desempenho do auxiliar seja satisfatório.

Foz

Curiosamente, o Rio Branco tentará a reabilitação contra um time também em crise. Sérgio Moura, que escapou de perder o emprego no meio da semana passada, não resistiu à goleada por 4 a 1 para o Engenheiro Beltrão, no domingo – a quarta derrota consecutiva do Foz do Iguaçu.

Junto com o técnico, caíram o preparador físico Valter Rodrigues, o preparador de goleiros Claudemir Padres. Também foram dispensados o atacante Edivaldo, o meia Marcos Capanema e o volante Raone.

A diretoria do Foz promete anunciar hoje de manhã o novo treinador. A imprensa local cogita que Rogério Perrô, ex-Toledo e Paraná Clube, estaria praticamente acertado.

O diretor financeiro do clube, Arif Osman, não quis antecipar o nome, mas disse que o novo técnico se destacou no futebol paranaense e já apareceu no cenário nacional – características que batem com as de Perrô.

Junto com o novo comandante, chegam a comissão técnica e mais três ou quatro jogadores. “Sérgio é boa pessoa, mas não deu pra segurar depois dessa sequência ruim”, afirmou o dirigente.

Já o Iraty e o Engenheiro Beltrão, que estavam com técnicos interinos, efetivaram Jaime Almeida e Richard Malka, respectivamente, após as vitórias no final de semana sobre Paraná Clube e Foz.