Luisinho pode estrear.

O Rio Branco enfrenta neste domingo o Paraná Clube, no Pinheirão, com a expectativa de conquistar uma vitória, mantendo-se invicto e na vice-liderança do certame. Ontem, Gassen comandou treinamento em dois períodos. Inicialmente, pela manhã foram os professores Jorge Glitz e Vinicius que trabalharam na Chácara do Marreco, na região do Ibocuí, onde os jogadores correram muito num terreno todo irregular e com muita areia. Alguns, que ainda não estão devidamente condicionados fisicamente, treinaram em separado. À tarde também houve um treinamento físico mais leve e depois Gassen comandou um bate-bola. Hoje haverá coletivo à tarde.

Para o jogo contra o Paraná Clube o Leão leva à capital duas novidades: o jogador Júnior Paulista, que está há muito tempo na Estradinha treinando, mas que encontrava dificuldades para regularizar sua documentação, oriunda do exterior. Júnior, dependendo de Gassen, pode entrar no lugar de Baiano, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Coritiba. Por outro lado, Luizinho, lateral esquerdo, chegou e impressionou e pode também estrear no lugar de Erminho, que andou sentindo.

“Já-ganhou”

Ontem, um dirigente do Leão chamou a atenção dos jogadores pelo fato da crônica esportiva da capital já antecipar o tricolor como vencedor da partida: “Até parece que eles têm “bola de cristal”. Eu ouvi ontem um cronista dizer na TV: “o Paraná vence o Rio Branco e depois vai a Prudentópolis. Acho que esta gente não conhece o Leão, que já está na bronca com estas previsões malucas”, disse um dirigente rio-branquista ontem durante o treino.

No final da semana passada faleceu Ferreira, que era o chefe da Torcida Fiel do Rio Branco e ontem foi muito reverenciado pelos rio-branquistas. Segundo informações junto às torcidas organizadas do Leão, neste final de semana vai haver uma verdadeira invasão de parnanguaras na capital. Na cidade, há quem aposte que haverá no Pinheirão mais torcedores do Leão do que do Paraná Clube.