Costa do Sauípe

– Com uma vitória surpreendente sobre o argentino Juan Ignacio Chela, por 2/6, 6/2 e 6/4, o baixinho e talentoso Ricardo Mello garantiu o Brasil nas quartas-de-final do Brasil Open, na Costa do Sauípe. E agora espera pelo vencedor da partida entre Gustavo Kuerten e o austríaco Werner Eschauer para conhecer seu adversário na próxima rodada.

“Comecei um pouco tenso, mas aos poucos ganhei ritmo e confiança”, disse Ricardo Mello, que já conseguiu repetir a campanha do Brasil Open de 2002 com esta vitória sobre Chela.

Enquanto isso, o principal favorito ao título, o alemão Rainer Schuettler, um fã do futebol, deu um jeito de driblar o calor baiano e venceu seu segundo jogo do Brasil Open, na ensolarada Costa do Sauípe, ao marcar 6/0 e 6/1 no norte-americano Paul Goldstein.

Com chances mais remotas de ficar entre os oito, o holandês Sjeng Schalken também avançou para as quartas-de-final do Brasil Open, ao derrotar o francês Gregory Carraz por 7/5 e 6/4.